PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

Após gol, Wellington Paulista aguarda novas chances no Fortaleza e mantém meta contra queda

Camisa 9 do Leão quebra jejum diante do São Paulo e espera recuperar espaço no elenco sob comando de Marcelo Chamusca

21:05 | 16/11/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 28.09.2020: Wellington Paulista. Fortaleza jogava pelo Campeonato Brasileiro na Arena Castelão. em época de COVID-19.  (Foto: Aurelio Alves/ O POVO). (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 28.09.2020: Wellington Paulista. Fortaleza jogava pelo Campeonato Brasileiro na Arena Castelão. em época de COVID-19. (Foto: Aurelio Alves/ O POVO). (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)

Após pouco mais de dois meses de jejum, Wellington Paulista conseguiu voltar a balançar as redes pelo Fortaleza na derrota por 3 a 2 para o São Paulo, no último sábado, 14, pelo Campeonato Brasileiro. Pouco utilizado na reta final do trabalho de Rogério Ceni, o experiente camisa 9 espera mais oportunidade sob novo comando e vê a equipe com os mesmos objetivos do início da competição.

Diante do Tricolor Paulista, o atacante atuou pouco mais de 20 minutos e conseguiu marcar o gol que igualava o placar em uma das primeiras participações. A última comemoração havia sido ao converter a cobrança de pênalti que deu a vitória por 1 a 0 sobre o Sport-PE, em 9 de setembro.

"Felicidade extrema. Fiquei um tempão sem jogar, só indo para jogo e nem entrando, e eu era acostumado a jogar, estar sempre ajudando meus companheiros. Quando fica muito tempo sem jogar, fico muito chateado e triste e acaba perdendo ritmo de jogo também. O mais importante era voltar a atuar. Consegui, contra o Bahia, atuar um pouquinho, agora no último jogo já foi um pouco mais e consegui desenvolver bem dentro de campo. Com a sequência de jogos agora vou conseguir desempenhar melhor no campo de jogo", ponderou o centroavante, em entrevista coletiva.

+ Fortaleza tem cinco jogadores de fora contra o Vasco; veja desfalques
+ Ponte Preta anuncia saída de João Paulo para o Fortaleza

A ausência nas partidas permitiu até que o antes contestado David se aproximasse de Wellington Paulista na artilharia do Leão na temporada. Agora com Marcelo Chamusca à frente da equipe, o camisa 9 espera viver novo momento e retomar a titularidade.

"Eu espero que sim, né? (risos) A gente nunca espera estar fora, nunca espera ficar no banco. Eu, particularmente, não sei realmente o motivo de ter ficado fora, mas agora espero que tenha um pouco mais de oportunidade e consiga mostrar meu potencial para ajudar meus companheiros. Eu venho frisando sempre para todo mundo aqui no Fortaleza que prefiro ajudar meus companheiros. Os gols vêm saindo naturalmente. E é isso que eu vou continuar fazendo pelo Fortaleza", afirmou o atacante, que se colocou à disposição para fazer outras funções na posição.

"Eu gosto de trabalhar do jeito que o treinador pede. Não sou um centroavante fixo, paradão dentro da área. Gosto de sair um pouco da área também, se pedir que eu fique dentro da área para ajudar meus companheiros, eu fico. Sou um centroavante versátil, consigo fazer essas funções, já fiz em outros clubes também. Da forma que ele pedir que eu atue, eu vou atuar e tentar ajudar meus companheiros, que é o mais importante", garantiu.

Com quatro derrotas consecutivas na Série A, o Tricolor estacionou nos 24 pontos e ocupa a 12ª posição. Apesar de já ter conseguido ficar próximo à zona de classificação para a Libertadores, Wellington Paulista assegura que o principal objetivo da temporada é evitar o rebaixamento para a Segunda Divisão.

"Nossas chances continuam as mesmas. A gente está sempre em busca do primeiro objetivo, que é chegar aos 45 pontos. Depois, conseguindo essa meta, a gente vai almejar coisas maiores. Então, é continuar focado no objetivo maior e depois buscar coisas maiores", avisou.

O Fortaleza volta a campo diante do Vasco-RJ, na próxima quinta-feira, 19, às 19 horas, em São Januário, no Rio de Janeiro, em jogo adiado da 16ª rodada do Brasileirão.