PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Fortaleza envia ofício à CBF para reclamar da arbitragem do jogo contra Atlético-MG

O departamento jurídico do Leão do Pici envia, nesta sexta-feira, reclamação por escrito e as imagens dos lances questionados para a entidade máxima do futebol nacional

11:27 | 09/10/2020
Atuação do árbitro Sávio Pereira Sampaio na vitória do Fortaleza sobre o Atlético-MG é motivo de insatisfação da diretoria do Tricolor (Foto: Julio Caesar/ O POVO)
Atuação do árbitro Sávio Pereira Sampaio na vitória do Fortaleza sobre o Atlético-MG é motivo de insatisfação da diretoria do Tricolor (Foto: Julio Caesar/ O POVO)

A bronca geral do Fortaleza com a atuação do árbitro Sávio Pereira Sampaio na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, na última quarta-feira, na Arena Castelão, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, será formalizada junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O departamento jurídico do Leão do Pici envia, nesta sexta-feira, reclamação por escrito e as imagens dos lances questionados para a entidade máxima do futebol nacional, apurou o Esportes O POVO.

+ Em campanha para comprar Ronald, Fortaleza vende uma camisa a cada 8 segundos e já tem R$ 700 mil

O Tricolor protesta, principalmente, contra a expulsão do volante Felipe, aos 38 minutos do primeiro tempo. O camisa 15 havia recebido o primeiro cartão amarelo sete minutos antes e deixou o jogo mais cedo "por dar um calço no seu adversário de forma temerária na disputa de bola", de acordo com a súmula.

"Foi expulso injustamente. O árbitro que cometeu a mesma injustiça em Grêmio x Fortaleza, em Caxias, ano passado. Foi a mesma situação: ele expulsou um jogador, e o Grêmio fez o gol logo depois, além de um pênalti no final do jogo que ele não deu, uma bola na mão claríssima na área. Coincidentemente, esse árbitro fez a mesma situação hoje (quarta-feira)", criticou o técnico Rogério Ceni, em entrevista coletiva após o jogo.

O auxiliar de Ceni, Charles Hembert, também foi excluído da partida por dizer ''você roubou, pela segunda vez veio aqui só roubar" e fazer "gesto tipico de roubo com as mãos", relatou o árbitro do Distrito Federal. O francês fez referência justamente à atuação de Sávio Pereira Sampaio na derrota do Leão por 1 a 0 para o Tricolor gaúcho, pela Série A do ano passado, em que o atacante Osvaldo também foi expulso.

Com um homem a menos, já no segundo tempo, o Fortaleza chegou a balançar as redes com Yuri César, mas o gol foi anulado após revisão do VAR. "Tivemos um gol anulado, acho que foi minimamente. Uma arbitragem bem ruim, bem ruim", pontuou o treinador.

Com 20 pontos, na nona posição do Brasileirão, o Tricolor volta a campo diante do Coritiba, neste sábado, às 19h, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela 15ª rodada.