PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

Executivo de futebol do Fortaleza nega saída de Boeck: "Não existe chance"

Sérgio Papellin diz que camisa 1 "merece respeito" pela história no clube e afirma que interesse do Paysandu esbarraria na parte financeira

16:44 | 09/10/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 07.09.2019: Marcelo Boeck, goleiro do Fortaleza. Jogo Fortaleza vs Fluminense pelo campeonato brasileiro serie A, Arena Castelão.   (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: Fabio Lima)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 07.09.2019: Marcelo Boeck, goleiro do Fortaleza. Jogo Fortaleza vs Fluminense pelo campeonato brasileiro serie A, Arena Castelão. (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: Fabio Lima)

O diretor executivo de futebol do Fortaleza, Sérgio Papellin, negou a possibilidade de negociar o goleiro Marcelo Boeck, que está na mira do Paysandu para a sequência da Série C do Campeonato Brasileiro. O dirigente pondera que o clube paraense não conseguiria arcar com os salários do jogador e garante que o Tricolor não pretende liberá-lo.

"O Boeck é um atleta que tem nosso respeito. Não existe chance dele sair nesse momento", cravou o dirigente ao Esportes O POVO. "É outro nível de jogador e merece respeito por tudo que fez pelo Leão", completou.

O time bicolor procura um novo arqueiro a pedido do técnico Matheus Costa e sondou o ídolo tricolor. Terceira opção de Rogério Ceni nesta temporada, Boeck pediu um prazo até o início da próxima semana para responder os paraenses, mas a questão salarial pode ser um entrave, de fato.

"A crise financeira no Papão é muito grande", pontuou Papellin. "Ele só vai para qualquer clube se tiver um projeto de carreira", disse o executivo.

Dono da camisa 1 do Leão do Pici em 2017, no acesso da Série C, e em 2018, na conquista do título da Série B, o goleiro gaúcho perdeu espaço desde o ano passado depois da chegada de Felipe Alves, que foi indicado por Rogério Ceni pela habilidade com os pés. Em 2019, Boeck foi o titular na campanha vitoriosa da Copa do Nordeste e disputou sete jogos do Brasileirão enquanto o camisa 12 se recuperava de lesão.

Na atual temporada, no entanto, o jogador perdeu espaço até mesmo no banco de reservas. O arqueiro entrou em campo apenas uma vez, na vitória por 1 a 0 sobre o Caucaia, pelo Campeonato Cearense, no dia 28 de janeiro.

Depois disso, viu o terceiro goleiro Max Walef ascender ao posto de reserva imediato de Felipe Alves. A última vez em que figurou no banco de reservas já faz dois meses: foi na derrota por 2 a 0 para o Athletico, na Arena Castelão, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Em junho, na retomada dos treinos após a paralisação do futebol em decorrência da pandemia, Marcelo Boeck fez um post no qual fazia alusão ao documentário sobre a última temporada profissional do astro Michael Jordan pelo Chiago Bulls, na NBA. O goleiro ainda se vê em condições de atuar em bom nível, mas não descarta aposentadoria.