PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Fortaleza estampa camisa com marca de movimento em apoio pela "Lei do Mandante"

Clube estampou na camisa a marca "Futebol + Livre", movimento com mais de 40 clubes brasileiros a favor das mudanças nos direitos de transmissão previstos na Medida Provisória 984

Lucas Mota
21:47 | 19/09/2020
Marca
Marca "Futebol + Livre" apoia mudanças em direitos de transmissão no futebol brasileiro (Foto: Bruno Oliveira /FortalezaEC)

O Fortaleza Esporte Clube entrou em campo na noite deste sábado, 19, na vitória sobre o Internacional, no Castelão, reforçando o apoio à "Lei do Mandante". O clube estampou na camisa a marca "Futebol + Livre", movimento com mais de 40 clubes brasileiros a favor das mudanças nos direitos de transmissão previstos na Medida Provisória 984.

+ A favor da Lei do Mandante, Ceará estuda transmitir jogos do Estadual em plataforma própria

O Tricolor do Pici repete ação realizada também por Ceará e Palmeiras, que estamparam suas camisas com a marca "Futebol + Livre" na rodada passada. Em entrevista exclusiva recente para o Esportes O POVO, o presidente do Leão, Marcelo Paz, defendeu a mudança.

"Com a Lei do Mandante, o clube tem o direito dele, com seus 19 jogos. Tem um ativo que vale mais. Os clubes podem mais e defendo porque são eles que fazem a magia do futebol", afirmou.

O movimento "Futebol + Livre" é composto por clubes das quatro divisões do futebol brasileiro interessados na mudança sobre os direitos de transmissão. No atual modelo, a emissora que transmite uma competição no Brasil precisa ter os direitos de transmissão do mandante e do visitante da partida.

Com a MP 984, editada pelo presidente Jair Bolsonaro em junho, o mandante passa a ter autonomia total sobre seus jogos. Caso não entre em votação na Câmara dos Deputados nos próximos 30 dias, a Medida deixa de ter validade. De acordo com o UOL, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não se mostra disposto a colocar o assunto em pauta.

A partir do movimento "Futebol + Livre", os clubes pressionam a Câmara Federal a votar o documento nos próximos dias. Nas redes sociais, a hashtag #PelaLeiDoMandante é utilizada para dar visibilidade ao assunto.

O movimento tem site próprio onde é possível acompanhar a contagem regressiva para o prazo para a Medida Provisória 984/2020 ser votada no Congresso.