PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Diretor de Futebol do Fortaleza comemora início de Série A melhor que o de 2019

O Fortaleza tem agora 11 pontos na nona rodada. Na mesma rodada em 2019, o Leão acumulava 10 pontos

Domitila Andrade
23:22 | 10/09/2020
Diretor de Futebol do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa analisou a Série A que o Leão faz até aqui (Foto: Fortaleza/Divulgação/Twitter )
Diretor de Futebol do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa analisou a Série A que o Leão faz até aqui (Foto: Fortaleza/Divulgação/Twitter )

Ao fim da nona rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2020, o Fortaleza está na oitava colocação na tabela. Os 11 pontos até aqui representam 40,7% de aproveitamento: foram três vitórias, dois empates e quatro derrotas. A situação já é melhor do que a que o Tricolor se encontrava ao fim da nona rodada em 2019. Àquela altura, o Leão do Pici acumulava dez pontos e estava na 14ª colocação. Ao fim do certame, ano passado, o Fortaleza se fincou na nona colocação.

O desempenho até agora é visto com bons olhos pelo direto de Futebol do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa. O dirigente fez um balanço do certame até aqui e disse o time está no patamar planejado pela diretoria.

"Estamos numa pontuação melhor que a do a pontuação atingida em 2019. É uma competição diferente (devido à Covid-19), jogos em cima de jogos, muitas viagens, ausência de público, que nos tem atrapalhado. Mas entendemos que pela projeção, pelo planejamento que nós havíamos feito é uma pontuação interessante, de primeira parte de tabela. Entendo que a colocação que estamos e que a pontuação que nós atingimos é a pontuação planejada e está dentro do que havíamos imaginado para esse início da competição", analisou em entrevista cedida pela assessoria de imprensa do clube.

Leia mais | Rogério Ceni celebra pontos somados sob adversários diretos: "essas vitórias são fundamentais"

Tendo vencido jogos diante dos ditos adversário diretos, como Goiás, RB Bragantino e Sport, Daniel conta que a expectativa, agora, é conquistar pontos no embate com grandes times - como os três que o Leão tem pela frente (Grêmio e Santos fora de casa, e Internacional no Castelão). 

"Já há muito tempo a gente bate na trave de conseguir uma grande vitória fora de casa contra essas equipes que disputam o campeonato em cima da tabela. O Grêmio está numa situação de baixa hoje, vários empates no campeonato e não vem fazendo o campeonato que se esperava, que se projetava, mas é uma grande equipe, uma equipe tradicional que vem sendo treinada pelo Renato (Gaúcho) há muito tempo e que é difícil de ser batida quando joga em seus domínios", indicou.