PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Fortaleza perde para o Athletico-PR por 2 a 0 na estreia do Brasileirão

Leão sofreu revés em casa na primeira rodada da Série A

Vinícius França
20:52 | 08/08/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 08.08.2020: Jogo entre Fortaleza x Atlético Paranaense, na Arena Castelão.  (JL Rosa/O POVO) (Foto: JL Rosa/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 08.08.2020: Jogo entre Fortaleza x Atlético Paranaense, na Arena Castelão. (JL Rosa/O POVO) (Foto: JL Rosa/O POVO)

Na estreia do Brasileirão, o Fortaleza perdeu para o Athletico-PR por 2 a 0 na noite deste sábado, 8, na Arena Castelão. Os gols foram marcados por Vitinho e Léo Cittadini, todos no primeiro tempo. Nos 45 minutos finais, o Leão ainda teve o zagueiro Quintero expulso por agressão ao meia Nikão.

Com o resultado, o Furacão soma seus primeiros três pontos no campeonato. Na próxima rodada, os paranaenses enfrentam o Goiás na Arena da Baixada na quarta, 12, às 19h15min. Já o Leão volta a campo na quinta, 13, às 19h15min, contra o São Paulo, no Morumbi

O jogo

O goleiro Felipe Alves trabalhou logo aos dois minutos. Em uma saída providencial, evitou o que seria o primeiro gol do Furacão. O Leão teve boas investidas com David, principal construtor de jogadas ofensivas da equipe no início da partida. Em uma boa chegada, Osvaldo lançou Bruno Melo, que deu cruzamento rasteiro para Wellington Paulista, mas a bola foi interceptada. David ainda teve uma boa chance, mas mandou pra fora.

Mesmo com certa presença no campo adversário, não deu pro Fortaleza terminar o primeiro tempo sem ser vazado. Destaque do Athletico, Nikão chamou Bruno Melo pra dançar e passou pro lateral direito Jonathan, que cruzou. Tinga raspou de cabeça e a bola acabou sobrando para o atacante Vitinho finalizar livre no segundo pau, abrindo o placar na Arena Castelão.

Nos quinze minutos finais, o Leão começou a pressionar mais o adversário, mas com pouca eficiência. O Furacão conseguiu interceptar as primeiras jogadas do Tricolor e ainda encaixava alguns contragolpes, mesmo não levando tanto perigo para o gol de Felipe Alves. Nikão foi o grande destaque dos 45 minutos iniciais, servindo bem os companheiros de ataque.

Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Vinícius Mingotti roubou bola de Juninho e passou pra Nikão, que devolveu pro atacante chutar. Felipe Alves até tentou salvar, mas a bola passou por baixo e foi lentamente em direção às redes até Léo Cittadini chegar antes de Quintero e mandar pro fundo do gol, colocando 2 a 0 a favor do Furacão.

Na segunda etapa, o Fortaleza continuou com dificuldades para fazer a saída de bola de Felipe Alves com os laterais. Precisando do resultado, o Leão subiu as linhas para tentar agredir o Furacão, um pouco mais retraído já que tinha o resultado na mão. No meio-campo, quem não fazia um bom jogo era Juninho, que acumulou perdas de bola para o adversário.

Buscando reforçar a velocidade, Rogério Ceni sacou o centroavante Wellington Paulista e colocou o ponta Yuri César. De início, a alteração não surtiu tanto efeito e o Leão ainda teve uma baixa muito importante aos 23 minutos. Nikão avançava pelo meio em boa condição quando Juan Quintero fez falta perto da meia lua. O árbitro viu agressão no lance e não hesitou em dar cartão vermelho para o zagueiro.

Com a baixa, Ceni colocou Jackson e Marlon no lugar dos atacantes Osvaldo e David, baixando a força ofensiva da equipe. Em seguida, saíram Juninho e Romarinho, que deram lugar a Tiago Orobó e Derley, em uma clara desconstrução do planejamento da comissão técnica, prejudicada pela expulsão, de aumentar o volume de jogo no segundo tempo.

Apesar de partir para o abafa nos minutos finais, o Fortaleza não teve organização ou eficiência para diminuir o placar. Em uma partida bastante abaixo de todos os setores de campo, o Leão conheceu sua primeira derrota no Brasileirão de 2020.