PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Técnico do acesso em 2002 se declara à torcida do Fortaleza: "Mexeu com as emoções"

O ex-treinador do Leão relembrou a relação com os torcedores como o fato mais marcante da passagem dele no time do Pici

Lucas Mota
19:23 | 11/04/2020
Luiz Carlos Cruz, técnico do acesso em 2002, ao lado de Rogério Ceni
Luiz Carlos Cruz, técnico do acesso em 2002, ao lado de Rogério Ceni (Foto: REPRODUÇÃO)

Técnico responsável por comandar o Fortaleza até o acesso à Série A em 2002, Luiz Carlos Cruz se declarou à torcida tricolor em live realizada no Instagram do clube, nessa sexta-feira, 10. O ex-treinador do Leão relembrou a relação com os torcedores como o fato mais marcante da passagem dele no time do Pici.

+ Osvaldo completa 33 anos; relembre grandes momentos do jogador pelo Fortaleza

"O que mais me marcou no Fortaleza foi a relação com a torcida, era uma relação sincera, honesta e apaixonada. Mexeu com as emoções. A gente ia para os jogos sabendo que venceríamos. A força da arquibancada era o motor, o combustível para os guerreiros em campo transformassem em resultado", afirmou.

+ Romarinho, do Fortaleza, doa tonelada de alimentos para cidade natal no Rio Grande do Norte

O ex-comandante ainda lembrou da força do time formado por cearenses e nordestinos, que ficou conhecido como "Jangada Atômica". Em 2002, o Fortaleza se tornou vice-campeão da Série B.

"Fizemos uma reformulação no elenco (após perder o Estadual para o Ceará). Nós liberamos atletas importantes e buscamos outros no futebol cearense e na base. Era um time repleto de cearenses e nordestinos, e conseguimos colocar na Série A. O principal objetivo foi alcançado. A grande dificuldade era que a torcida e a imprensa acreditassem que aquele time, com jogadores da terra, chegaria à Série A. E chegamos jogando futebol de muita qualidade e encantando o Brasil."