PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Após "bicicleta" no Clássico, Osvaldo comemora: "estava faltando esse gol"

Atacante conversou com a imprensa nesta terça-feira, 4, falou sobre o golaço contra o Ceará e a importância do jogo fora de casa diante do Independiente

17:38 | 04/02/2020
Osvaldo comemora gol no Clássico-Rei
Osvaldo comemora gol no Clássico-Rei (Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)

O atacante Osvaldo foi autor de golaço de bicicleta no Clássico-Rei, empatando o duelo com o Ceará para o Fortaleza. A "pintura" no Castelão se tornou o primeiro tento do jogador diante do Alvinegro, vestindo a camisa do Tricolor.

+ David diz que escolheu o Fortaleza por confiar no trabalho de Rogério Ceni

"Acho que estava faltando esse gol no clássico. Eu sempre ajudei em assistências, em jogadas, mas não tinha feito gol ainda em Clássico-Rei vestindo a camisa do Fortaleza. Por sinal um belo gol, de bicicleta, o meu primeiro na carreira", comentou o jogador em entrevista coletiva nesta terça-feira, 4, no Pici, antes do treino fechado.

+ Presidente do Fortaleza confirma que clube ainda tenta a contratação de mais um atacante

Com contrato renovado até 2021 e com possibilidade de extensão até 2022, Osvaldo vive ótima fase no Leão. O atacante terminou a Série A numa sequência de quatro gols em cinco jogos. Na atual temporada, ele marcou um gol - o de bicicleta - em três partidas.

"O gol nos dá confiança. Somos atacantes e as bolas acabam aparecendo ali. Eu tive a frieza de fazer os gols e espero continuar ajudando o Fortaleza com gol ou assistências", afirmou.

Osvaldo será peça importante no esquema preparado por Rogério Ceni para enfrentar o Independiente, em Buenos Aires, no jogo da ida da Sul-Americana, no próximo dia 13. O experiente atacante de 32 anos foi campeão da competição em 2012, quando atuava pelo São Paulo.

Com bagagem no torneio internacional, o atleta ressalta a importância de fazer um bom resultado fora de casa. "Decide muita coisa. Quando traz resultados fora de casa, há uma possibilidade muito boa de avançar. No São Paulo, em 2012, não perdemos nenhum jogo fora. Em casa, com o Morumbi lotado, com o apoio da torcida, era ainda mais forte. No Castelão, com a ajuda da nossa torcida, o apoio que ela vai nos dar é um caminho muito bom para avançar na competição."