PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Venda de vale, primeira viagem de avião e grana apertada: as loucuras para ver o Fortaleza na Sula

O Esportes O POVO reúne histórias de torcedores do Fortaleza que não mediram esforços para assistir ao jogo histórico em Buenos Aires, na Argentina

18:51 | 03/02/2020
Emanoel de Nazaré fará primeira viagem de avião para ver o time do coração jogar na Argentina
Emanoel de Nazaré fará primeira viagem de avião para ver o time do coração jogar na Argentina (Foto: REPRODUÇÃO)

Quando Emanoel de Nazaré, 23, embarcar na aeronave do voo LA3156, de Fortaleza com destino a Buenos Aires, na Argentina, será a primeira viagem dele de avião. Por trás do ineditismo da situação, a paixão pelo Fortaleza Esporte Clube. O estudante viajará para assistir ao Tricolor do Pici disputar a Copa Sul-Americana, onde enfrentará o Independiente, no estádio Libertadores de América.

+ Independiente libera mais uma carga de ingressos para Fortaleza vender

A trajetória do torcedor para ver o time do coração em solo argentino ficará na memória para sempre. Momento único. As histórias de ineditismo se cruzam. Se o estudante viajará pela primeira vez de avião, o Leão fará sua estreia em uma competição internacional em mais de 100 anos de fundação.

O dinheiro é contado, resultado de economia antecipada, quando a possibilidade de classificação na Sul-Americana começava, aos poucos, a se tornar realidade. Emanoel não fala espanhol e viajará sozinho. Mas nada é empecilho pelo sonho de ver o Leão em campo contra o Indepediente, episódio relevante na trajetória centenária do clube.

A viagem foi combinada com um amigo também torcedor do Tricolor. Os dois passaram a se planejar, logo após a vitória do time contra o Ceará, no segundo turno da Série A, dia 9 de novembro de 2019. Entretanto, a dupla só vai se encontrar mesmo em Buenos Aires, por conta de voos diferentes.

"A gente alimentou essa ideia. Foi vendo que era possível se classificar para a Sul-Americana. Vamos nos planejar, economizar, evitar gastar. A gente falou com nossos pais para ajudar na viagem", explica Emanoel.

+ Rival do Fortaleza na Sul-Americana, Independiente encerra jejum de vitórias com goleada

"Vimos numa madrugada um preço bom e barato. Acordamos nossos pais, eu na minha casa, ele na dele. Ele conseguiu esse voo mais barato. Eu não consegui, dava erro. Só consegui em outro voo um pouco mais caro. Parcelei o máximo de vezes para pagar com a ajuda dos meus pais e vou economizar em tudo", completou.

A passagem de Emanoel de ida e volta foi comprada por R$ 1.700 e parcelada em cinco vezes. "Vou morrendo de medo, porque tenho pavor de altura, mas meu amor pelo Fortaleza é maior", diz ele que herdou a paixão do pai pelo Tricolor.

"Venda de vale-alimentação"

 

Torcedora Priscila Kesley venderá vale-alimentação para pagar passagem
Torcedora Priscila Kesley venderá vale-alimentação para pagar passagem (Foto: REPRODUÇÃO)

A assistente administrativo Priscila Kesley, 28, chegará em Buenos Aires exatamente no dia do jogo do Fortaleza, dia 13 de fevereiro, faltando menos de 12 horas para o time entrar em campo. Para pagar a passagem de cerca de R$ 2.600, a torcedora "venderá seu vale-alimentação" (R$ 200) para familiares.

"Quando o Fortaleza se classificou, já pensei: 'preciso ir para esse jogo, momento histórico’. Quando vi que era para a Argentina, vi que não era uma coisa tão impossível. As passagens estavam caras. Por isso decidi vender meu vale-alimentação do mês", conta ela, que projeta gastar cerca de R$ 3.100.

+ Osvaldo explica gol de "meia bicicleta" no Clássico-Rei: "é o que dava pra fazer"

Para ver o jogo in loco, a torcedora negociou folga com a sua coordenadora no trabalho, onde está há seis meses, e viajará sozinha para Buenos Aires. Priscila ainda não garantiu o ingresso da partida. Na Capital cearense, foi vendida uma carga de 1.500 bilhetes e se esgotou rapidamente.

O plano dela é pedir a outros torcedores que chegarem antes em Buenos Aires para comprar o ingresso. "Algumas pessoas que não acompanham futebol me acham doida, dizem: 'vai te aquietar'. Mas quem conhece me incentiva, diz: 'vai me representar'", comenta.

Trocando o Carnaval pelo jogo

 

Júnior Vieira com os amigos "furões"
Júnior Vieira com os amigos "furões" (Foto: REPRODUÇÃO)

O empresário Júnior Vieira, 27, decidiu trocar o Carnaval, planejado desde o ano passado, para vivenciar a paixão pelo Fortaleza no jogo histórico. O dinheiro guardado para as festas carnavalescas será usado para custear o sonho de assistir à partida do Leão na Argentina.

+ No voo que levará o Fortaleza para encarar o Independiente já são 81 torcedores confirmados

Quando o Tricolor garantiu vaga na Sula, Júnior combinou com os amigos a viagem, mas acabou "abandonado". "Assim que saiu o sorteio, já comprei para ter uma passagem mais em conta, mas eles me deixaram na mão", relembra.

O torcedor fanático pagou R$ 1.500, viajará sozinho e não reservou hotel. Já o ingresso, ele garantiu com a venda na Capital. "Fui o primeiro da fila. Cheguei às 7 horas e começou a vender só 12 horas. Quem não é Fortaleza encara como loucura. Minha mãe só não me chamou de inteligente", brinca.

Na bagagem, só camisas do Fortaleza. Para a viagem já vai uniformizado. O plano de Júnior é encontrar outros torcedores com as cores da equipe e fazer amizade. "Ver isso de perto é muito significativo. A gente nunca imaginou ver o nosso time contra o maior campeão da Libertadores. É um marco histórico."

Torcedor tricolor em São Paulo

 

Vinicius Chaim e o pai assistem partida do Fortaleza em São Paulo
Vinicius Chaim e o pai assistem partida do Fortaleza em São Paulo (Foto: REPRODUÇÃO)

Vinicius Chaim, 24, não teve nenhuma influência direta para começar a acompanhar o Fortaleza. O analista de sistema é cearense, mas mora em São Paulo desde os 14 anos. Mas nem a distância evitou a paixão pelo Tricolor.

O amor pelo clube teve início com a campanha de acesso para a Série A, em 2004, quando ainda era criança. Vinicius manteve a paixão mesmo à distância, em São Paulo. Ele nunca viu o Leão jogar em solo cearense, nem presenciou uma vitória do time de coração quando acompanhou partidas em estádios da Capital paulista.

Assim como Priscila, o analista de sistema chegará no dia da partida. Para viver o sonho de assistir ao Fortaleza estrear na Sul-Americana, ele também precisou negociar folga no trabalho.

"Vou trabalhar cedo na quinta-feira (13, dia do jogo). Chego em Buenos Aires às 18h30min. Estou com medo, mas já fechei um transfer. Vou do aeroporto para o hotel e depois para o estádio. Levarei só o básico", conta ele que conseguiu passagem por R$ 1.600.

"Me falaram que é loucura porque estou indo muito em cima. Mas meu pai me apoiou. Disse que queria ter dinheiro para ir também", completa.

Grupo no WhatsApp

 

Para facilitar a troca de informações entre torcedores do Fortaleza que vão para Buenos Aires, a advogada Taís Lemos resolveu criar um grupo no WhatsApp. Ela disponibilizou o link no Twitter.

Taís Lemos criou grupo no WhatsApp com torcedores do Fortaleza que vão viajar para Buenos Aires
Taís Lemos criou grupo no WhatsApp com torcedores do Fortaleza que vão viajar para Buenos Aires (Foto: REPRODUÇÃO)

Para a surpresa de Taís, a adesão ao grupo "Vamos a Avellaneda" ocorreu de forma rápida. Já são mais de 100 torcedores. "A gente se ajuda demais. Não fazia ideia da proporção que tomaria", afirmou.

No grupo, os torcedores organizam encontros em Buenos Aires, tiram dúvidas, trocam informações sobre valores de hospedagem, entre outros assuntos. "Está sendo um sonho. Só vou perceber quando estiver lá. No intervalo de menos de três anos, estava indo para Juiz de Fora-MG (jogo do acesso da Série C para B) e agora estou indo para Avellaneda (local da partida). É bem inexplicável ir para a Argentina assistir ao Fortaleza. Aos poucos, o sonho está se tornando realidade", comentou.

O jogo

O Fortaleza enfrenta o Independiente no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana no dia 13 de fevereiro, uma quinta-feira, às 21h30min, no estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Grande Buenos Aires)