PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Romarinho nega pensamento total na Sul-Americana: "Temos dois jogos antes"

Atacante ainda esclareceu sobre sondagem que teria recebido do clube turco Fenerbahçe

16:27 | 17/01/2020
Atacante Romarinho concedeu coletiva nesta sexta-feira, 17
Atacante Romarinho concedeu coletiva nesta sexta-feira, 17 (Foto: Lucas Mota/O POVO)

Dentro de 27 dias, o Fortaleza estará fazendo sua primeira partida em competição internacional. Além da carga histórica da partida, o Leão ainda enfrentará o Independiente-ARG, no estádio que leva o nome da competição que o adversário é o maior campeão: Libertadores da América.

Em entrevista coletiva cedida nesta sexta-feira, o atacante do Tricolor, Romarinho, destacou a dificuldade de pegar o clube argentino. "Dos clubes brasileiros, acho que a gente pegou mais difícil, o famoso campeão das Copas. Mas vamos encarar como uma final e vamos procurar trabalhar forte para passar de fase”, comentou.

O jogador, porém, salientou que está focado nas duas primeiras partidas do ano. "Ainda temos dois jogos antes, o Vitória e o Clássico-Rei contra o Ceará. A gente tem que pensar primeiro nesses jogos e depois pensar no Independiente", disse.

Sobre a primeira partida do ano, que ocorre diante do Vitória, pela Copa do Nordeste, Romarinho defendeu a dificuldade da competição. "A Copa do Nordeste é sempre difícil disputar, sendo campeão ou não. Jogamos num grande clube, temos que mostrar nosso valor a cada jogo", expressou. 

Preparando-se para início da temporada, o atacante falou ainda que tem feito atividades mais intensas neste 2020. "Acho que esse ano aumentamos a carga de trabalho. Temos cinco competições para disputar e vai ser muito difícil. A gente vai procurar trabalhar, pois já tem jogo esse mês", 

Sobre a sondagem que teria recebido do Fenerbahçe, da Turquia, Romarinho esclareceu que pretende cumprir seu contrato com o Fortaleza, que vai até 2022. "Foi só sondagem. Tenho contrato com o Fortaleza e estou muito feliz aqui. Espero cumprir meu contrato e dar seguimento a minha carreira", expôs.