Participamos do

Derley no FutCast: "Fortaleza é o clube mais marcante que já passei"

Em entrevista de quase 60 minutos, o volante falou sobre a gratidão ao Fortaleza e ao ex-técnico Rogério Ceni e relembrou histórias hilárias vivenciadas no futebol
16:30 | Ago. 30, 2019
Autor Lucas Mota
Foto do autor
Lucas Mota Repórter na editoria de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Convidado do FutCast, podcast do O POVO sobre o futebol cearense, Derley falou sobre a gratidão ao Fortaleza e ao ex-técnico Rogério Ceni e relembrou histórias hilárias vivenciadas ao longo da carreira, como o dia em que marcou o argentino Lionel Messi no Camp Nou, na Espanha.

+ FutCast #46 – Osvaldo abre o jogo: retorno, metas no Fortaleza, Ceni e Série A

Aos 32 anos, Derley já vestiu a camisa de diversos clubes. Mas é o Fortaleza, segundo o próprio volante, em que o jogador viveu os momentos mais marcantes da carreira.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"É sem dúvidas. Por todo o momento que passei e que estou passando até agora. Você chega desacreditado como cheguei e você ganha três títulos em seis meses. Fortaleza é o clube mais marcante que já passei", comentou.

No programa, que vai ao ar a partir das 7 horas deste sábado nas principais plataformas de podcast, Derley lembrou do dia em que Rogério Ceni ligou pra ele para levá-lo para o Fortaleza. "O Rogério virou um amigo. Na época em que me ligou, ele já me conhecia porque tínhamos jogado contra várias vezes. Ele até brincou antes de eu vir: 'eu sou chato, você também. Você dentro de campo também é insuportável. Então, com dois chatos, vai dar certo", contou.

O dono da camisa 8 se diz muito orgulhoso por ter sido o primeiro nome que Ceni trouxe para o Fortaleza, no início do trabalho do treinar. O atleta disse que é grato ao ex-treinador e aos dirigentes do Tricolor, como o presidente Marcelo Paz, por terem apostado e confiado nele, mesmo com a punição em vigor devido a uma cabeçada no árbitro Thiago Peixoto, quando jogava no Santa Cruz.

"Ele é o mito. Qualquer jogador que recebe um ligação dele, pode ser quem for, ele balança. O Rogério representa muito. Me surpreendeu bastante. Mais ainda porque segurou a minha onda. Será que outro treinador seguraria? A diretoria também compro a ideia e deu no que deu. Sou muito grato a ele e ao Fortaleza", afirmou.

O bate-papo com Derley durou quase 60 minutos. Além dos momentos vividos dentro de campo e da relação com o Fortaleza, o jogador revelou histórias de bastidores, como o reencontro com árbitro Thiago Duarte Peixoto e como ele se tornou "amuleto" para o Tricolor.

Para ouvir todos os episódios do FutCast, acesse o blog (clique aqui) ou ouça pela sua plataforma de podcast preferida. Os programas estão disponíveis no Spotify, Deezer, Apple Podcast, CastBox, entre outros aplicativos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags