PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Fortaleza volta atrás e apaga postagem sobre incêndios na Amazônia

Esportes O POVO apurou que foi por conta de pressão de parte do Conselho Deliberativo do Leão

17:00 | 24/08/2019
Clube fez postagem em redes sociais, mas apagou minutos depois
Clube fez postagem em redes sociais, mas apagou minutos depois (Foto: Divulgação)

Atualizado às 21h36min

A floresta amazônica tem sofrido queimadas há algumas semanas e, pelo Brasil, alguns clubes se posicionaram sobre o assunto, pedindo mais consciência das pessoas em relação à questão. O Fortaleza, na manhã deste sábado, 24, postou uma arte em suas redes sociais se posicionando, mas alguns minutos depois, a postagem foi apagada.

Também nas redes sociais, os torcedores protestaram sobre o sumiço da postagem. Oficialmente o Fortaleza não explicou a questão, mas o Esportes O POVO procurou o clube, que esclareceu por meio do seu diretor da ouvidoria. "A diretoria quer evitar qualquer clima de animosidade entre os torcedores. O post foi apagado, porque estava gerando dissabores nos comentários", explicou.

Contudo, a reportagem apurou que o real motivo da exclusão da postagem foi por pressão de parte do Conselho Deliberativo do Leão. Segundo fonte ligada à diretoria, a "pauta é política, porém ambiental, acima de partidarismo ou ideologia", além de lembrar que alguns clubes pelo Brasil se manifestaram sobre o assunto.

Quanto ao Ceará, o Alvinegro não fez postagens sobre o assunto. Questionado pela reportagem, o clube se limita a dizer que "O Ceará Sporting Club não se manifesta sobre ideologia, política, questões sociais e de gênero".

Há mais de duas semanas que incêndios acontecem na floresta amazônica tanto na área do Brasil, quanto da Bolívia. A fumaça dos incêndios florestais que afetam a Amazônia no Brasil e na Bolívia há mais de duas semanas chegou a algumas províncias do Peru também. Segundo estudiosos, a Amazônia corresponde a 20% do oxigênio produzido no mundo.

MANIFESTAÇÃO DE CLUBES

A pauta da Amazônia atingiu limites mundiais, com celebridades e esportistas se posicionando pelo mundo. No futebol brasileiro, clubes como Corinthians, Remo, Bahia, Palmeiras e São Paulo participaram do movimento pela conscientização.

COMUNICADO DO MARKETING 

O departamento de marketing do Fortaleza reforçou ao Esportes O POVO a total autonomia na decisão de publicar e apagar a postagem. Em comunicado escrito pelo diretor do departamento, Marcel Pinheiro, frisou a "total liberdade" que os profissionais da área tem no Leão, além de reiterar que "não houve nenhuma censura nesta gestão".

Leia abaixo o comunicado na íntegra, assinado por Marcel Pinheiro:

O marketing do Fortaleza vem a público esclarecer que nunca houve nenhuma censura nesta gestão, que ambas as decisões (tanto de criar quanto de apagar a postagem referente à crise da Amazônia) foram do marketing do clube e que tais medidas foram tomadas pela equipe em virtude do clima de animosidade gerado nos comentários e grupos de whatsapp tricolores.

O marketing do Fortaleza atua com total liberdade. A linha de comunicação que adota é sempre inovadora e ousada. Por isso acerta-se muito, com campanhas grandes de grande repercussão. Por outro lado também se está mais sujeito a erros na administração das redes.

O marketing pede desculpas, portanto, àqueles que se ofenderam tanto com a postagem em questão como com a exclusão do post e pede desculpas também às demais diretorias, que sofreram quaisquer críticas injustas pelas decisões que o marketing tomou com total e absoluta autonomia.