PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Fortaleza esclarece sobre regularização de Bonilha; Felipe Pires quer mais tempo em campo

Executivo de futebol do Leão, Sérgio Papellin, falou da demora em dar condições de jogo ao volante/meia que retornou do México

20:33 | 31/07/2019
Felipe Pires já estreou pelo Fortaleza, enquanto Bonilha aguarda regularização
Felipe Pires já estreou pelo Fortaleza, enquanto Bonilha aguarda regularização (Foto: Marcos Matheus/Fortaleza/Divulgação)

Os dois últimos jogadores que chegaram no Fortaleza foram apresentados oficialmente pelo clube nesta quarta-feira, no CT Ribamar Bezerra. O atacante Felipe Pires comentou sobre a estreia dele, diante do Corinthians, e projetou o caminho daqui pra frente na equipe, já o volante/meia Nenê Bonilha explicou o porquê o retorno e confessou conta as horas para voltar a jogar pelo Leão.

O executivo de futebol o Tricolor, Sérgio Pappelin, foi o responsável por apresentar ambos. O dirigente explicou a condição de Bonilha e disse que o fechamento da janela internacional, que acontece nesta quarta, não interfere no processo de regularização do atleta.

“Nenê saiu do Vera Cruz-MEX em litígio, pois o clube não honrou os compromissos acertados em contrato. Foi uma rescisão indireta, o jogador não quis continuar no clube e entrou na justiça, na FIFA, para conseguir a liberação. A janela (internacional) se encerra hoje, mas se chegar a transferência dele na semana que vem ou daqui a 15 dias, vai ser regularizado normalmente porque a transferência dele foi pedida desde a semana passada”, explicou Papellin.

Bonilha revelou que foi procurado por outras equipes quando deixou o futebol mexicano, mas quando soube que o Fortaleza era uma delas, imediatamente decidiu retornar. “Aqui é minha casa”, disse. O jogador elogiou a qualidade do atual elenco tricolor e disse que vai aguardar oportunidade para entrar no time. Ele não escondeu o desejo de jogar o Clássico-Rei, no sábado, mas não tem certeza se terá condições até lá. "Eu não tive a oportunidade de jogar ainda (o clássico), não sei se terei a oportunidade agora, mas se eu não puder jogar vou estar na torcida", disse, alegando que está louco para voltar aos gramados.

Quem pode e deve ganhar nova oportunidade é o atacante Felipe Pires. Na primeira vez dele em campo com a camisa tricolor não foi possível tirar muitas conclusões e o próprio jogador não gostou do que produziu. “Não foi o que eu esperava, joguei pouco tempo,mas vou continuar trabalhando para ganhar mais oportunidades, mais minutos e jogar mais futebol", lamentou.

Utilizado na ponta esquerda, Felipe Pires negou ter preferência por lado ou posição e revelou que já tinha atuado no esquema com quatro atacantes na Áustria. “No Red Bull Salzburg usam o mesmo sistema, que é o 4-2-4, com esses dois centroavantes e dois pontas, eu já era um pouco acostumado, mas fazia tempo que eu não atuava nesse sistema”, relatou.

Substituto de Marcinho, o atleta disse que não gosta de se comparar com outros jogadores, mas afirmou ter características semelhantes com o jogador do Internacional que deixou o Pici. “A minha características é velocidade, sempre procurar ‘um contra um’, o contato, sou jogador rápido, então sempre procuro o drible e dar profundidade ao time", descreveu-se.

Com apenas nove gols marcados nas últimas duas temporadas, Felipe Pires diz que tem mais talento para servir os companheiros. "Ultimamente tenho dado mais assistência, mas gosto mais de fazer gols. O que mais importante, porém, é ajudar a equipe", disse.

Brenno Rebouças