PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Marlon minimiza perdas no elenco no Fortaleza durante a pausa do Brasileirão

Jogador falou ainda sobre a renovação de seu contrato esta semana.

12:40 | 04/07/2019
Marlon já conquistou três títulos desde que chegou ao clube
Marlon já conquistou três títulos desde que chegou ao clube(Foto: Mateus Dantas/O POVO)

O recesso forçado do Brasileirão para a disputa da Copa América causou mudanças significativas no elenco do Fortaleza. Nesse período de pausa, o Leão perdeu quatro peças do atual elenco: os atacantes Marcinho, Júnior Santos e Matheus Alessandro, além do zagueiro Patrick, que está em processo de negociação para outra equipe. Na contramão, o clube anunciou a chegada do meia argentino Mariano Vázquez.

Na avaliação do meia Marlon, as mudanças recentes no elenco tricolor não podem gerar impacto negativo no desempenho do time no restante da temporada. "É normal isso. Em toda da equipe do futebol brasileiro tá acontecendo isso, uns saindo, outros chegando. Não é reformulação. São só algumas trocas. Companheiros indo para lugares melhores financeiramente. Ficamos felizes por isso. Tem outros companheiros para chegar, para agregar nosso grupo, que é um muito bom. Vamos seguir trabalhando para que possamos seguir fazendo um grande Brasileirão", afirmou o meia, em coletiva de imprensa.

Marlon celebrou ainda renovação de seu contrato com o Fortaleza por mais uma temporada. "Muito feliz. É gratificante renovar por mais um ano com o Fortaleza. Cheguei ano passado, encontrei o time na Série B, conseguimos acesso e o título. Esse ano mais dois títulos. Desde a minha chegada conquistei três títulos. Muito feliz mesmo. Me sinto em casa, tanto eu quanto meus familiares. Tenho uma identidade muito grande com a cidade, com o time e com a torcida. Pretendo ficar aqui muitos anos ainda", destacou.

O Fortaleza volta a campo no próximo dia 13 (sábado) para enfrentar o Avaí, em partida marcada para as 17h, na Arena Castelão. O duelo é válido pela 10ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Bruno Balacó