PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Diretor de Futebol do Fortaleza nega lista de dispensa no clube durante parada da Série A

Ceni comentou possibilidade de saída de atletas do elenco para abrir espaço na folha e gerar condições de contratação de reforços

20:04 | 14/06/2019
Diretor de Futebol do Fortaleza garante que, mesmo em São Paulo, Ceni mantém contato diariamente para discutir sobre reforços
Diretor de Futebol do Fortaleza garante que, mesmo em São Paulo, Ceni mantém contato diariamente para discutir sobre reforços(Foto: Fortaleza/Divulgação/Twitter )

A comissão técnica do Fortaleza aguarda a contratação de reforços durante o período de parada da Série A do Brasileiro para a Copa América. Rogério Ceni deixou claro, após a vitória sobre o Cruzeiro, que precisa de um zagueiro e um meia ou atacante. Para isso, o ex-goleiro admitiu a possibilidade de saída de jogadores que não estão sendo utilizados para criar condições financeiras de trazer novos atletas.

Diante disso, rumores de que o Fortaleza anunciaria lista de dispensa durante o hiato de jogos começaram a circular nas redes sociais, mas o diretor de futebol do Leão, Daniel de Paula Pessoa, negou que haverá saída coletiva de atletas do Pici.

“Não existe essa de lista de dispensa, como estão falando. Estamos avaliando o elenco em cima das carências e necessidades que temos e se porventura houver acerto entre nós (diretores) que alguma peça precisa ser trocada, a gente vai fazer, mas não há lista de dispensa organizada”, garante o dirigente.

Quanto aos reforços, Daniel de Paula Pessoa confirmou os pedidos de Ceni e disse que o clube está tentando viabilizar contratações. O treinador não estará na capital cearense nos próximos dias - viajou para São Paulo e depois vai a Curitiba, visitar o pai, que está doente -, mas a estará em contato diário com a direção do clube, discutindo nomes.

O planejamento para o retorno das atividades, programado para o dia 25 de junho, está sendo feito pelo auxiliar técnico Nelson Simões e pelo preparador físico Danilo Augusto, que não viajaram.

O Povo