Após vídeo de falsificação de ingressos, clube e autoridades se manifestamFortaleza Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Após vídeo de falsificação de ingressos, clube e autoridades se manifestam

15:26 | 26/10/2018
NULL
NULL
[FOTO1] A série de problemas na entrada de torcedores no jogo do Fortaleza contra o Paysandu no último sábado, 20, expôs de vez falhas na organização de jogos na Arena Castelão. O Leão anunciou durante a semana medidas que serão tomadas no jogo desta sexta-feira, 26, contra a Ponte Preta. Contudo, um vídeo divulgado pelo Vice-Presidente do clube, Marcelo Desidério, em sua conta pessoa no Twitter, mostra a fabricação ilegal de bilhetes para o confronto. 

Em uma situação assim, pensa-se logo na questão de torcedores quererem se aproveitar das falhas expostas no jogo contra o Paysandu e tomarem vantagem pessoal, na venda desses ingressos falsos, bem como no uso pessoal desses bilhetes para assistirem ao jogo. Na apuração do Esportes O POVO, o próprio Maracelo Desidério disse que o clube será mais rigoroso na filtragem de torcedores que chegam nas catracas. 

"O que eu posso dizer é que o clube está montando todo um esquema de segurança para que o cara que tente entrar com ingresso não entre. Aumentamos o número de pessoas para que seja detectado o ingresso falso. Garanto que o Fortaleza tentou e que vai tentar o possível para evitar, mas se vai dar certo ou não, nem Deus pode falar agora", declarou o vice-presidente, reiterando que não é possível assegurar que todos os torcedores com ingresso falso sejam barrados. 

Se o Fortaleza não pode assegurar 100% que todos os bilhetes não verdadeiros sejam impedidos de adentrar às dependências do Castelão, o Núcleo de Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor), através do promotor Edvando França, revelou também ao Esportes O POVO que estão tomando providências e esse caso "está sendo investigado de maneira sigilosa". Ele também adiantou que um plano de ação em combate à venda e uso de ingressos fraudulentos deverá ser posto em prática nesta sexta-feira. 

PRESIDENTE MARCELO PAZ PEDE CONSCIÊNCIA AOS TORCEDORES

Se existe falsificador, é porque tem quem compre. Essa é a máxima de qualquer situação fraudulenta que aconteça no mundo. Sabendo disso, o presidente do Fortaleza Marcelo Paz disse ao Esportes O POVO que o torcedor tem que tomar uma providência em relação ao caso também. Além disso, ele reforça a importância do poder público fazer ações em combate aos cambistas, lembrando que isso não diz respeito ao clube Fortaleza.

"O torcedor precisa tomar uma providência também, que não tem que comprar de cambista. O poder público tem que tomar providência de inibir o cambista na porta do estádio. Todo mundo sabe que tem e ninguém toma providência. Fazemos ingressos corretos, vendemos na cidade inteira. Fortaleza não pode atuar como polícia", alega Marcelo Paz, que ainda reiterou que a agremiação reforçou o sistema de filtragem para o jogo contra a Ponte Preta.

O QUE PODE SER FEITO PARA EVITAR QUE CAMBISTAS CONTINUEM ATUANDO

Torcedor, clube, Ministério Público e Polícia precisam se mover e agir para que cambistas não tenham vez nos arredores dos estádios. Mas para o delegado Jaime de Paula Pessoa, da Delegacia de Defraudações do Ceará, algumas medidas poderiam ser tomadas para dificultar a falsificação de ingressos, além de falar que a prevenção deveria ser chave nesses casos, e não só o combate. 

"[Primeiro] Tem que investir na qualidade dos ingressos, segundo uma boa fiscalização das catracas. Então a partir desses dois pontos você ajuda muito. O grande problema é que as pessoas querem investir no resultado final, no combate, mas na prevenção pouco se investe", declara o delegado ao Esportes O POVO

NOTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO REVELA QUE TORCEDORES COM INGRESSOS FALSOS PODERÃO SER PRESOS 

Antes do jogo do Fortaleza contra a Ponte Preta, o Ministério Publico do Estado do Ceará lançará uma nota a qualquer momento que alerta os torcedores dos perigos que existem ao comprar ingresso falso. O promotor Edvando França falou sobre essa nota, que revela o conteúdo e a gravidade caso um adepto seja pego com bilhetes fraudulentos. 

"Está recomendo aos torcedores que se abstenham de comprar ingressos de cambistas porque serão presos. O cambismo é crime e se ficar detectado que os ingressos são falsos, se agrava e vai para estelionato e isso dá prisão. É uma nota para os torcedores em modo geral não comprem ingressos da mão de cambistas", indica Edvando.  
TAGS