PUBLICIDADE
Esportes

Diminuição da gordura acumulada pelo Fortaleza e jogo contra CSA preocupam Rogério Ceni

17:10 | 15/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
A derrota do Fortaleza para o Atlético Goianiense em casa, por 1 a 0, (a quarta na Série B do Brasileiro) combinada aos resultados da 15ª rodada, teve como consequência um corte significativo da gordura que o Tricolor mantinha na competição. A vantagem para o vice-líder, CSA, agora é apenas de um ponto, enquanto a margem de diferença para o 5º colocado, o próprio Atlético-GO, é de apenas quatro. 

Para ficar mais claro, o Fortaleza estacionou nos 29 pontos e é seguido de perto pelo CSA, que alcançou 28. O terceiro colocado é o Vila Nova, com 26 e o Avaí fecha o G4, com 25 pontos, mesma pontuação que o Dragão Goiano alcançou ao bater o Leão.
 
 
Como a diferença para o quinto colocado é de 4 pontos, o Fortaleza não corre risco de sair da zona de classificação na próxima rodada, mas pode ver sua gordura chegar a zero caso tropece novamente. O próximo jogo do Tricolor será contra o CSA, fora de casa, com a liderança da Série B em jogo e o técnico Rogério Ceni não esconde a preocupação.

“Me preocupa faz tempo. Apesar de algumas contratações que chegaram, nós não tivemos condições de treinar (os reforços) e alguns deles não tem nem condições de serem inscritos”, disse Ceni, fazendo referência a Douglas Coutinho, que se apresentou na sexta-feira, 13, e estreou no sábado, 14, além, de Nenê Bonilha e Getterson, que só podem ser regularizados a partir desta segunda-feira, 16, devido a janela de transferências internacionais.

Questionado se estava triste ou desanimado com o atual momento do Fortaleza na competição, Rogério Ceni atribuiu o tom de lamentação da última coletiva ao resultado da partida, mas não negou que o clima é de turbulência. “Tranquilidade é uma coisa que não temos no futebol, é uma palavra que não existe de futebol, tranquilidade não caminha junto com quem trabalha no campo de jogo”

Ainda lamentando a perda de Edinho e Gustavo, o técnico do Fortaleza disse esperar a regularização dos reforços que ainda não estrearam para a partida contra o CSA. “Espero que eles estejam à disposição do clube para jogar na sexta-feira, 20. Bonilha é um bom jogador de meio campo, Getterson é mais um jogador de ataque, de força, que estava disponível no mercado. Tem que ver como vão (ser) os treinamentos”, disse.

TAGS