PUBLICIDADE
Esportes

Ex-presidente do Fortaleza pode ser candidato ao senado no Estado

Luis Eduardo Girão era o presidente do Tricolor quando o clube conseguiu o acesso à Série B do Brasileiro após oito anos.

15:39 | 01/06/2018
NULL
NULL

[FOTO1] O ex-presidente do Fortaleza, Luís Eduardo Girão, pode concorrer ao Senado. Em contato exclusivo com a reportagem do O POVO, na manhã desta sexta-feira, 1º, o mandatário informou que recebeu um convite do (deputado estadual) Capitão Wagner, líder do partido PROS (Partido Republicano da Ordem Social), mas que uma reunião com o grupo ainda está marcada para acontecer, uma vez que outros nomes também cotados para concorrer ao cargo federal.

A confirmação da concorrência ou não deve ser feita nos próximos dias. No futebol, Girão esteve na presidência do Fortaleza Esporte Clube em 2017, quando liderou o time na campanha do acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. Ele também injetou dinheiro no Leão, sanando algumas dívidas do Tricolor e hoje custeia parte do salario do atual treinador Rogério Ceni por meio de sua empresa Servis Segurança.

Luís Eduardo Girão assumiu o clube depois da renúncia de Jorge Mota. O trabalho teve início em 1º de maio do ano passado e as despesas eram de um milhão e meio de reais. As receitas ficavam em torno de R$ 300 mil e tinham duas folhas e meio em aberto. Foram R$ 5,7 milhões para deixar o que precisava quitado. De maio até outubro, atualizadas e pagas todas as despesas de tributos do Tricolor.

Em contato com o Esportes O POVO, Luís Eduardo confirmou a negociação para sair como candidato nas Eleições. "Olha, existe essa possibilidade sim, mas ainda não está nada definido internamente no Pros. O Wagner é o líder do partido  e vai ouvir o grupo já que existem outros nomes também disponíveis", afirmou.

 

VEJA MAIS: FORTALEZA - A FORÇA DA MELHOR DEFESA DA SÉRIE B | NA PRANCHETA #19

[VIDEO1] 

TAGS