PUBLICIDADE
Esportes

Marcelo Oliveira terá poder de veto no caso de reforços no Fluminense

  Mal chegou ao Fluminense e o técnico Marcelo Oliveira já avisou na entrevista coletiva que marcou a sua apresentação que ele solicitou reforços para a diretoria. E o fato realmente existiu. Desde as primeiras conversas com o diretor de futebol Paulo Angioni que o treinador avisou que precisava de um elenco mais capacitado para [?]

11:30 | 27/06/2018

 

Mal chegou ao Fluminense e o técnico Marcelo Oliveira já avisou na entrevista coletiva que marcou a sua apresentação que ele solicitou reforços para a diretoria. E o fato realmente existiu. Desde as primeiras conversas com o diretor de futebol Paulo Angioni que o treinador avisou que precisava de um elenco mais capacitado para aceitar o desafio de conduzir o Tricolor. Pediu o mínimo de três atletas e com perfil de experiência.

?Foi uma condição que coloquei. Precisamos de três jogadores. O elenco tem qualidade, mas precisamos de número e de experiência. É coisa pontual. O Fluminense tem trabalho muito bom de avaliação?, disse o novo técnico do Flumiense.

O treinador terá poder de veto nos nomes que forem oferecidos, pois entende que com pouca receita, não vai poder errar já no meio de uma competição tão desgastante como é o Campeonato Brasileiro. Isso sem falar que paralelamente tem a Copa Sul-Americana.

?Me apresentaram alguns nomes, eu tinha outros na cabeça que estavam nessa lista. Vamos aguardar e ver se acontece. Eu sempre tive bons relacionamentos com a direção em outros clubes. Se a gente não puder trazer um renomado, poderemos trazer reforços que possam somar ao grupo?, declarou ele.

Apesar de não falar abertamente, Marcelo já admitiu que a prioridade precisa ser mesmo um centroavante para disputar posição com Pedro. O clube já vem há meses tentando encontrar um nome para o setor, mas sem muito sucesso. O uruguaio Rodrigo Aguirre foi procurado, porém, acabou fazendo a opção por fechar com o Botafogo. Outro que esteve perto de assinar contrato foi o veterano Kléber Gladiador, na época em que negociava a rescisão com o Coritiba. Porém, naquela ocasião a negociação acabou paralisada e nos bastidores do clube se falava que foi problema com exames médicos, algo nunca confirmado.

Marcelo Oliveira voltou a comandar um treino nesta quarta-feira. O próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro, que está paralisado para a disputa da Copa do Mundo, será em 19 de julho, no clássico carioca com o Vasco, pela 13ª rodada.

Gazeta Esportiva

TAGS