PUBLICIDADE
Esportes

Fluminense teme efeitos da altitude no clássico contra o Botafogo

Mal se recuperou da altitude de mais de quatro mil metros da cidade de Potosí, na Bolívia, e o Fluminense já terá uma pedreira pela frente na próxima segunda-feira. O time encara o Botafogo no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), às 20h00 (horário de Brasília), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O [?]

13:45 | 11/05/2018

Mal se recuperou da altitude de mais de quatro mil metros da cidade de Potosí, na Bolívia, e o Fluminense já terá uma pedreira pela frente na próxima segunda-feira. O time encara o Botafogo no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), às 20h00 (horário de Brasília), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O curto tempo de preparação entre os jogos é uma preocupação pelos lados do Tricolor.

Diante do Nacional de Potosí, na noite de segunda-feira, o Fluminense sofreu muito em campo. A derrota por 2 a 0 só não custou a eliminação logo na primeira fase da Copa Sul-Americana porque o time tinha derrotado o rival por 3 a 0 na ida.

Porém, o empenho colocado em campo fez com que alguns jogadores tivessem que usar bomba de oxigênio até mesmo na hora de dormirem. Isso tem gerado uma grande preocupação por parte do técnico Abel Braga.

?Com todo respeito a Potosí, não se pode jogar futebol a mais de quatro mil metros de altitude. Já joguei em Quito, que é bem menos, e sentimos o efeito. É muito complicado. Claro que o desgaste acaba preocupando?, disse Abel.

Os jogadores também reclamaram do desgaste. ?Se fosse para escolher, não faríamos uma partida aqui. Falamos que iríamos sofrer juntos e classificar. Tínhamos certeza disso. Foi uma grande experiência de vida. Além da altitude desumana, o Fluminense ainda teve que encarar um gramado sem condições?, esbravejou o zagueiro Gum, um dos líderes do elenco e que estava muito revoltado com as condições de jogo a que o time foi exposto.

O elenco do Fluminense retornou ao Brasil nesta sexta-feira e os jogadores foram liberados em seguida para descansarem. Neste sábado acontece a reapresentação e os trabalhos mais específicos voltados para o clássico contra o Botafogo.

Gazeta Esportiva

TAGS