PUBLICIDADE
Esportes

Fluminense quer fechar reforços na próxima semana

Na busca por reforços para a temporada, a diretoria do Fluminense segue trabalhando para anunciar nomes que estão nos planos o mais rapidamente possível. Atendendo a um pedido do técnico Abel Braga, os dirigentes querem fechar alguns contratos antes do começo do Campeonato Brasileiro. O prazo é curto, pois a estreia será no domingo dia [?]

13:45 | 06/04/2018

Na busca por reforços para a temporada, a diretoria do Fluminense segue trabalhando para anunciar nomes que estão nos planos o mais rapidamente possível. Atendendo a um pedido do técnico Abel Braga, os dirigentes querem fechar alguns contratos antes do começo do Campeonato Brasileiro. O prazo é curto, pois a estreia será no domingo dia 15 de abril, quando os cariocas visitam o Corinthians na Arena Corinthians.

O principal foco é o atacante Kléber Gladiador, de 32 anos, que tem contrato com o Coritiba até o fim do ano. O Tricolor, porém, espera o término do Campeonato Paranaense para negociar. No próximo domingo o Coxa decide o caneco com o Atlético-PR.

O Fluminense apresentou uma proposta oficial para poder contar com o zagueiro Luan Peres, de 23 anos, que se destacou pela Ponte Preta no Campeonato Paulista. O jogador está emprestado à Macaca até 30 de maio e tem seus direitos federativos ligados ao Ituano-SP. Luan Peres foi muito elogiado pela imprensa paulista ao longo do Estadual e despertou o interesse de outros clubes, algo que pode atrapalhar o planejamento do Fluminense de contar com o jogador. Isso porque, o Santos também estaria investindo pesado no caso. O nome de Luan Peres foi oferecido ao diretor de futebol Paulo Autuori e aprovado pelo técnico Abel Braga, que já tinha pedido um jogador alto (ele tem 1,90 metros) e que saiba jogar com a perna esquerda.

Até o momento do Fluminense fechou apenas com o atacante João Carlos, de 23 anos, que se destacou pela Cabofriense no Campeonato Carioca, fazendo parte da seleção da competição.

O Fluminense, já eliminado do Estadual, volta a campo na próxima semana, na quarta-feira (11), às 21h45, quando recebe o Nacional de Potosí, da Bolívia, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela estreia na Copa Sul-Americana. Após o treino desta sexta-feira o plantel foi liberado para o sábado de folga. No domingo há treino previsto para a parte da manhã.

Já na parte política, o presidente Pedro Abad começou a enfrentar dias muito complicados. Esperança Tricolor e MR21, dois grupos que fazia parte de sua base política, romperam com a diretoria. Para piorar ainda mais a situação o grupo Flusócio, que é o de origem do atual mandatário, enfrenta um processo de divisão e perdeu muitos membros, por consequência, perde força em futuros processos eleitorais.Isso torna o cenário político do Tricolor imprevisível para o pleito de 2019. O que deixa Abad mais aliaviado é que ninguém até o momento sugeriu um processo de  impeachment.

Gazeta Esportiva