PUBLICIDADE
Esportes
Tragédia

Três vítimas do incêndio no CT do Flamengo ainda não foram identificadas

Os corpos carbonizados que ainda estão no Instituto Médico-Legal do Rio (IML) precisarão passar por exames de DNA para serem liberados

19:20 | 09/02/2019

Três vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, acontecido na madrugada dessa sexta-feira, 8, ainda não foram identificadas. De acordo com informações do G1, os corpos carbonizados que ainda estão no Instituto Médico-Legal do Rio (IML) precisarão passar por exames de DNA para serem liberados.

Diretoria do Flamengo informou que os exames podem levar semanas. Para agilizar o processo, familiares dos três jovens foram convocados para fornecer material para comparação. Ainda faltam ser identificados Rykelmo de Souza Viana, de 16 anos, e Jorge Eduardo Santos e Samuel Thomas Rosa, ambos de 15.

Todas as vítimas da tragédia eram atletas de base do time. Ao todo, foram 10 mortos e três feridos. Um total de treze jovens escaparam ilesos. O incêndio teve início em um dos seis dormitórios do Centro de Treinamento do Flamengo. A suspeita é de um curto-circuito no ar-condicionado.

Redação O POVO Online