Desfalques aumentam tensão no FlamengoClube de Regatas do Flamengo | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Desfalques aumentam tensão no Flamengo

O Flamengo ainda tenta assimilar a derrota de 2 a 1 para o Botafogo, que afastou o time da luta pelo título do Campeonato Brasileiro. Porém, o tempo de recuperação é muito curto, já que o Rubro-Negro volta a campo na próxima quinta-feira, às 17h (de Brasília), para receber o Santos no Maracanã, no Rio [?]

12:00 | 13/11/2018

O Flamengo ainda tenta assimilar a derrota de 2 a 1 para o Botafogo, que afastou o time da luta pelo título do Campeonato Brasileiro. Porém, o tempo de recuperação é muito curto, já que o Rubro-Negro volta a campo na próxima quinta-feira, às 17h (de Brasília), para receber o Santos no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 34ª rodada. Além do excesso de cobranças, das críticas da imprensa e da revolta dos torcedores, o técnico Dorival Júnior e os jogadores terão que superar uma série de desfalques.

O treinador perdeu para o jogo contra o Santos o lateral-esquerdo Renê, o volante Willian Arão e o meia Lucas Paquetá, todos suspensos por terem sido advertidos com o terceiro cartão amarelo diante do Botafogo. Isso vai impedir que ele repita a escalação mais uma vez. Além disso, o banco também apresenta problemas, pois o zagueiro Juan e o atacante Geuvânio já foram vetados pelo departamento médico, enquanto que o lateral-esquerdo Miguel Trauco está servindo à seleção peruana em amistosos internacionais. O atacante Lincoln está com a Seleção Brasileira sub-20.

A ausência de Trauco é o maior problema, pois ele seria o substituto natural de Renê. Assim, Pará deve ser improvisado na esquerda, com Rodinei entrando no lado direito. O paraguaio Piris da Motta é o mais cotado para a vaga de Arão, com Diego devendo ocupar o posto de Lucas Paquetá.

?Perdemos três jogadores importantes e logicamente que isso gera uma certa dor de cabeça pois vínhamos conseguindo manter o time. Mas o elenco tem boas opções?, disse Dorival.

Nesta quarta-feira pela manhã o Flamengo encerra a preparação e Dorival deverá definir o time. Em seguida começa o período de concentração.

DIEGO ALVES X DORIVAL

O treinador do Flamengo, em entrevista ao ?SporTV?, comentou o desentendimento com o goleiro Diego Alves, que vem treinando em separado por decisão da diretoria. O jogador se recusou a viajar com o elenco para o Paraná após saber que ficaria no banco de reservas. Depois, teve uma discussão muito pesada com o treinador.

?Independentemente do que aconteceu não tenho e nunca terei nada contra o profissional. A entidade deve estar acima de tudo e por isso mesmo acho que todos devemos pensar no Flamengo. Preferia que todos nós estivéssemos juntos. Independentemente dessa situação. Nunca é saudável, principalmente para quem dirige. Você quer contar com todo o grupo e sua equipe de trabalho. Por isso falo que continuo tendo respeito por ele, independentemente do que tenha acontecido?, contou Dorival.

A tendência é que Diego Alves seja negociado no fim do ano, já que possui mercado fora e dentro do Brasil. Porém, independentemente disso, Dorival também dificilmente vai emplacar 2019 à frente do elenco.

Gazeta Esportiva

TAGS