PUBLICIDADE
Esportes

Desgaste vira motivo de preocupação no Flamengo

Menos de 12 horas depois de ter eliminado a Ponte Preta com um empate sem gols no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), em choque válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Flamengo voltou aos treinos na manhã desta sexta-feira. A atividade teve quer ser bem cedo pois em seguida a delegação [?]

13:45 | 11/05/2018

Menos de 12 horas depois de ter eliminado a Ponte Preta com um empate sem gols no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), em choque válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Flamengo voltou aos treinos na manhã desta sexta-feira.

A atividade teve quer ser bem cedo pois em seguida a delegação viajou para Chapecó (SC), onde no próximo domingo o Rubro-Negro visita a Chapecoense na Arena Condá, às 16h00 (horário de Brasília), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O desgaste causado pela maratona de jogos é motivo de grande preocupação no Ninho do Urubu.

O fraco desempenho contra a Ponte Preta exibiu um time cansado em campo. O meia Lucas Paquetá era um dos mais exaustos após o jogo. Por isso, os titulares foram preservados nesta sexta-feira com um trabalho regenerativo e é possível que o técnico Maurício Barbieri preserve alguns titulares.

Após este compromisso em Santa Catarina, o time carioca terá três duelos pela frente decisivos em menos de dez dias. Na próxima quarta-feira, recebe o Emelec pela Copa Libertadores. No fim de semana seguinte, há o clássico com o Flamengo pelo Brasileirão. Já no dia 23 de maio, duelo na Argentina com o River Plate, novamente pelo torneio continental.

?Vamos pensar bem no time que vai a campo, pois podemos fazer algumas situações devido ao elenco qualificado?, disse Barbieri.

E ele terá reforços para domingo. O zagueiro Juan, livre de dores nas costas, e o meia Diego, recuperado de lesão no joelho direito, treinaram com desenvoltura nesta sexta-feira e foram relacionados, pois precisam recuperar o ritmo de olho no Emelec.

?O desgaste realmente tem sido muito grande com esta maratona de jogos e de viagens, muitas delas longas e ruins. É natural que a gente sinta um certo desgaste. Isso ficou nítido no final da partida contra a Ponte?, exemplificou o zagueiro e capitão Réver.

Neste sábado, o elenco volta a trabalhar na parte da tarde, já no interior de Santa Catarina. Em seguida, os jogadores ficam concentrados. Com dez pontos conquistados, o Flamengo defende a liderança do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva