PUBLICIDADE
Clube de Ragatas Flamengo

Everton e São Paulo voltam a tratar depois de insucesso na época de Ceni

São Paulo e Everton estão conversando sobre uma possível transferência do atacante do Flamengo para o Morumbi. A informação foi dada pela Espn e confirmada pela Gazeta Esportiva. A notícia pegou muita gente de surpresa, inclusive dentro dos dois clubes envolvidos. A informação inicial é de que as tratativas se deram a partir de dois […]

20:30 | 12/04/2018

São Paulo e Everton estão conversando sobre uma possível transferência do atacante do Flamengo para o Morumbi. A informação foi dada pela Espn e confirmada pela Gazeta Esportiva.

A notícia pegou muita gente de surpresa, inclusive dentro dos dois clubes envolvidos. A informação inicial é de que as tratativas se deram a partir de dois pontos: a vontade do atacante em buscar uma melhor valorização e a necessidade de plantel do elenco tricolor.

Ou seja, é unir o útil ao agradável. Tudo, então, dependerá da ordem financeira. O Flamengo ainda não se posicionou, mas tem contrato até dezembro de 2019 com Everton. A multa rescisória é de 4 milhões de euros (pouco mais de R$ 16 milhões).

A reportagem apurou junto ao clube paulista que a ideia é convencer os rubro-negros a aceitarem uma oferta mais baixa. Apesar do caixa sob controle, no início do ano, apenas com Diego Souza e o goleiro Jean, a diretoria são-paulina desembolsou cerca de R$ 20 milhões. Por outro lado, Everton receberia uma valorização em seu salário atual.

O Tricolor também conta com a ‘pressão’ que o atleta pode fazer para convencer os dirigentes flamenguistas a liberá-lo, já que é desejo do próprio jogador deixar a Gávea para defender o São Paulo.

Namoro antigo

Essa não é a primeira vez que São Paulo e Everton tentam chegar a um acordo. No início de 2017, o representante do atleta entrou em contato com a diretoria são-paulina. Rogério Ceni, técnico à época, foi consultado e aprovou o nome de imediato, externando até certa empolgação com a contratação que se acenava.

Com o avanço das negociações, o otimismo foi sendo consumido pelos números colocados à mesa. No fim, a pedida salarial de Everton fugiu daquilo que o São Paulo estava disposto a pagar. O jogador queria receber o teto do que se pagava ao elenco na ocasião e, por isso, não houve acordo.

Agora, a situação não é tão diferente. O interesse mútuo existe. Resta saber quanto cada um pretende ceder para que não aconteça uma nova frustração.

Everton é titular de um time cheio de estrelas no Flamengo. Apesar da sua regularidade, o atacante tem dificuldade de se manter como protagonista ao lado de jogadores como Diego e Everton Ribeiro, além de Paolo Guerrero em outrora, que representaram investimentos altos e contam com forte apelo midiático.

O São Paulo não tem um jogador com as características de Everton em seu elenco. Talvez Valdívia seja a peça que mais se aproxime disso. Mas, diante de uma lesão do meia, que está no clube apenas por empréstimo até dezembro, a equipe precisou se reinventar com outra forma de jogar, sem um ponta de origem e com um sistema mais conservador.

Nessa temporada, Everton marcou três gols em 11 jogos pelo Flamengo. Ano passado, foram 56 partidas e 10 gols marcados. Com a camisa do rubro-negro carioca, o atacante foi campeão brasileiro em 2009, levou duas vezes o Estadual do Rio de Janeiro e soma 265 jogos, com 39 gols marcados.


Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários