PUBLICIDADE
Clube de Ragatas Flamengo

Finalistas da Taça Guanabara, Boavista e Flamengo se reencontram no Carioca

No reencontro entre os finalistas da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, o Flamengo encara o Boavista nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), em choque válido pela quarta rodada da Taça Rio, o returno do estadual. Naquela ocasião, os flamenguistas venceram por 2 a 0 […]

09:30 | 07/03/2018

No reencontro entre os finalistas da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, o Flamengo encara o Boavista nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), em choque válido pela quarta rodada da Taça Rio, o returno do estadual. Naquela ocasião, os flamenguistas venceram por 2 a 0 e ficaram com o caneco.

Após triunfo de 1 a 0 sobre o Botafogo, o Rubro-Negro soma seis pontos e divide a liderança do Grupo B com o Vasco. O time da Região dos Lagos, que vem de derrota por 4 a 3 para os próprios vascaínos, também podem comemorar um boa campanha, com seis pontos no Grupo C e novamente no páreo por um lugar nas semifinais.

Paulo César Carpegiani, técnico do Flamengo, passou os últimos dias trabalhando o psicológico dos jogadores, uma vez que o desempenho do time vem sendo criticado mesmo com a boa temporada. As críticas começaram no empate por 2 a 2 com o River Plate da Argentina, pela estreia na Libertadores, e persistiram mesmo com o triunfo no clássico. Ele espera que contra o Boavista venha o reconhecimento.

“Sabemos que o Flamengo sempre será cobrado, pois é um grande clube. Mas a campanha está dentro do esperado no Campeonato Carioca, já que ganhamos a Taça Guanabara. É importante que a gente siga com bons resultados, pois vamos em busca da Taça Rio”, disse Carpegiani.

Os jogadores flamenguistas preferem fugir do assunto reencontro com o Boavista, para não atiçar clima de vingança. O respeito pelo adversário desta quarta-feira pode ser notada no discurso dos atletas do Rubro-Negro.

“O Boavista fez um grande jogo naquela final, o que valorizou demais o nosso título. Com certeza eles entrarão em campo motivados, em busca de um triunfo. Temos que saber lidar com este tipo de situação”, disse o meia Diego.

A escalação do Flamengo não foi definida por Carpegiani, mas a tendência é pelo uso da força máxima, já que este deve ser o último jogo dos titulares antes de enfrentarem o Emelec pela segunda rodada da Libertadores, na próxima quarta-feira, no Equador. No sábado, o Flamengo encara o Macaé no Moacyrzão pela quinta rodada da Taça Rio, e Carpegiani deve escalar um time misto.

Contra o Boavista, o treionador terá o retorno do volante colombiano Gustavo Cuéllar, que cumpriu suspensão contra o Botafogo, mas ele pode começar na reserva de Jonas, já que está fora do duelo com o Emelec. O goleiro Júlio César, contratado no mês passado, finalmente foi relacionado e ficará como opção no banco de reservas. O meia Vinícius Junior, expulso contra o Glorioso, cumpre suspensão.

Pelo lado do Boavista, o técnico Eduardo Allax espera que sua equipe consiga manter os bons níveis de atuação.

“Estamos conseguindo manter um bom nível de desempenho nos nossos jogos, mesmo quando entramos em campo bem desfalcados. Contra o Flamnengo mais uma vez as dificuldades serão enormes e por isso mesmo tenho convicção de que o esforço terá que ser ainda maior. O jogo desta quarta-feira, porém, é fundamental para a sequência do nosso trabalho na Taça Rio. Queremos a vaga nas semifinais”, disse Allax.

Para este compromisso o Boavista perdeu o volante Vitor Faíska, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Thiaguinho Silva será o substituto.

Pelo regulamento da Taça Rio as equipes de um grupo enfrentam os times do outro grupo em turno único. Ao fim, os dois melhores colocados de cada chave se classificam para as semifinais do segundo turno.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA X FLAMENGO

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data: 7 de março de 2018 (Quarta-feira)

Horário: 21h45(de Brasília)

Árbitro: João Ênnio Sobral (RJ)

Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)

BOAVISTA: Rafael, Thiaguinho, Gustavo, Elivelton e Julio César; Willian Maranhão, Thiaguinho Silva e Tartá; Marquinho, Claudio Maradona e Leandrão

Técnico: Eduardo Allax

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Juan, Réver e Renê; Jonas (Cuéllar), Lucas Paquetá, Diego, Éverton Ribeiro e Everton; Henrique Dourado

Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários