PUBLICIDADE
Esportes

Carpegiani culpa gol no início e reconhece grande partida do Flu

Com um time formado em sua grande maioria por reservas, o Flamengo sucumbiu diante do Fluminense no clássico disputado na Arena Pantanal, em Cuiabá, válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca. Poupando jogadores para a estreia na Libertadores, que acontece na próxima quarta-feira, contra o River Plate, o técnico Paulo César Carpegiani decidiu apostar em [?]

20:45 | 24/02/2018

Com um time formado em sua grande maioria por reservas, o Flamengo sucumbiu diante do Fluminense no clássico disputado na Arena Pantanal, em Cuiabá, válido pelo segundo turno do Campeonato Carioca. Poupando jogadores para a estreia na Libertadores, que acontece na próxima quarta-feira, contra o River Plate, o técnico Paulo César Carpegiani decidiu apostar em nove suplentes.

Mostrando falta de entrosamento e ritmo de jogo, grande parte dos atletas rubro-negros não mostrou capacidade de reagir em campo, e o time acabou goleado por 4 a 0. Aproveitando uma falha do volante Romulo, que furou ao tentar cortar um cruzamento, o Fluminense abriu 1 a 0 com apenas um minuto de jogo. Para Carpegiani, o gol abalou a equipe e foi fundamental para o resultado.

?Infelizmente começamos o jogo perdendo, tivemos uma instabilidade mental e foi muito prejudicado. Foi uma tarde para esquecer,? disse o treinador em sua coletiva após a partida.

Carpegiani também valorizou a atuação do Fluminense, e não carregou a culpa em cima dos seus jogadores.

?Não posso colocar esses meninos como derrotados. O Fluminense teve mérito parar ganhar. O próximo jogo será outra situação, nem por isso deixo de estar confiante, em qualquer circunstância um gol muito cedo prejudica e muito muito,? prosseguiu o comandante.

Na saída do gramado, o atacante Vinícius Júnior não se mostrou abalado com o resultado, preferindo virar a chance para a importante partida de quarta-feira.

?Hoje é uma partida para se apagar na memoria. Fazíamos excelente trabalho até hoje, mas não botamos em prática e deu no que deu. É levantar a cabeça, ter humildade de reconhecer. Treinar, treinar, treinar e voltar diferente na quarta. Ir pra cima do River? declarou.

Já o golerio Diego Alves, único destaque na equipe Rubro-Negra com defesas importantes, acompanhou o discurso do treinador. Ele também ressaltou o fato de a equipe ter sido prejudicada por levar o gol logo no início, e elogiou a atuação do Flu.

?Dia infeliz de todos nós. Encontraram um gol no começo, isso gerou nervosismo. Fluminense fez ótima partida, atacou os espaços que tinha. Mas, por ser garotada ou não, é o Flamengo, não podemos dar essa imagem. Não tem culpado, perde todo mundo, ganha todo mundo. É pedir desculpas aos torcedores que vieram aqui. Que sirva de aprendizado,? disse Diego Alves.

As atenções do Flamengo nesta semana estarão todas voltadas para o confronto de quarta-feira. A estreia na Libertadores contra o River Plate, da Argentina, será às 21h45 de quarta-feira, no Engenhão. A partida será realizada com portões fechados por conta da punição que o clube carioca recebeu pelos acontecimentos na final da Sul-Americana em dezembro do ano passado, no Rio de Janeiro.

Gazeta Esportiva

TAGS