PUBLICIDADE
Esportes

Guerrero é dúvida contra o Flu; Ederson faz trabalho físico após retirada de tumor

Passado o empate sem gols com o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta as suas atenções para a partida de volta pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), diante do Fluminense, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Como ganhou o duelo de ida por 1 a 0, o [?]

12:45 | 30/10/2017

Passado o empate sem gols com o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo volta as suas atenções para a partida de volta pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), diante do Fluminense, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Como ganhou o duelo de ida por 1 a 0, o Rubro-Negro depende de um simples empate para se classificar.

A principal dúvida na escalação do Flamengo não foi desfeita na manhã desta segunda-feira. O atacante Paolo Guerrero não trabalhou com os demais companheiros no Ninho do Urubu e continua sem escalação assegurada. Sem jogar desde 19 de outubro, quando participou da goleada de 4 a 1 sobre o Bahia, por conta de dores na parte posterior da coxa esquerda, o atleta ficou na academia a maior parte do tempo. Em seguida, deu voltas ao redor do gramado.

Se não treinar com os companheiros nesta terça-feira, simulando movimentos de jogo, o peruano sequer deverá ser relacionado para o choque contra os tricolores. Neste caso, o jovem Lucas Paquetá deverá permanecer entre os titulares.

Quem tem retorno assegurado na quarta-feira é o volante colombiano Gustavo Cuéllar, que cumpriu suspensão diante do Vasco por acúmulo de cartões amarelos e reassuime o lugar que foi ocupado por Márcio Araújo diante do Cruz-Maltino. Nesta terça-feira, um treino pela manhã, deverá definir a escalação.

A grande alegria do dia no Flamengo foi a volta aos trabalhos do meia Ederson, que se submeteu a uma cirurgia em julho para a retirada de um tumor na região do testículo. O apoiador ficou na academia realizando fortalecimento muscular.

Na academia, Ederson recebeu as visitas do presidente Eduardo Bandeira de Mello e do diretor de futebol Rodrigo Caetano. Os três conversaram animadamente. Apesar de ter retornado aos trabalhos, Ederson ainda não sabe quando terá condições de voltar a jogar uma partida oficial. Mas o certo é que não existe possibilidade disso acontecer ainda nesta temporada.

Gazeta Esportiva

TAGS