Dedé vê atitude de árbitro como ?covarde? e fala em injustiçaCruzeiro Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Dedé vê atitude de árbitro como ?covarde? e fala em injustiça

Após ser expulso do duelo contra o Boca Juniors pela partida de ida das quartas de final da Copa Libertadores o zagueiro Dedé decidiu fazer uma publicação em suas redes sociais para se defender do que o defensor considerou ser uma atitude ?covarde? do árbitro paraguaio Eber Aquino. O jogador celeste garante que nunca teria a [?]

11:15 | 20/09/2018

Após ser expulso do duelo contra o Boca Juniors pela partida de ida das quartas de final da Copa Libertadores o zagueiro Dedé decidiu fazer uma publicação em suas redes sociais para se defender do que o defensor considerou ser uma atitude â??covardeâ? do árbitro paraguaio Eber Aquino.

O jogador celeste garante que nunca teria a intenção de machucar um companheiro de profissão e afirmou ainda que espera que a injustiça pelo cartão vermelho seja amenizada de alguma maneira. Confira a publicação de Dedé:

Jamais teria a intenção de atingir um companheiro de trabalho com uma cabeçada. A atitude dos árbitros foi covarde comigo e, principalmente, com o Cruzeiro e com o futebol. Mesmo já tendo falado, ontem, quis me pronunciar, novamente, para pedir desculpas ao goleiro Andrada, pelo choque involuntário. Espero que ele esteja bem. Reforço, também, que até mesmo alguns jogadores do Boca não entenderam a atitude do árbitro. Quero ficar longe de qualquer sentimento de raiva, mas na esperança de que, ao menos, esta injustiça seja amenizada de alguma forma. Apesar de ser uma missão difícil, temos tudo para alcançar nosso objetivo, contra tudo e contra todos, em casa. Agradeço o carinho, por meio de mensagens, dos torcedores, amigos e de muitos jogadores.

O zagueiro do Cruzeiro foi expulso aos 24 minutos do segundo tempo, quando acabou se chocando involuntariamente com o goleiro Andrada numa tentativa de cabeçada. Após o lance, o árbitro Eber Aquino revisou o momento através do VAR e interpretou o momento como agressão do brasileiro.

Após a partida o atleta já havia se manifestado de maneira indignada com o cartão vermelho recebido. O Cruzeiro por sua vez emitiu uma nota oficial de repúdio a expulsão e admitindo que irá realizar uma ação na Conmebol.

Gazeta Esportiva

TAGS