PUBLICIDADE
Esportes

Troca de gentilezas termina, Flamengo cobra Cruzeiro na CBF e vice celeste reclama

Na final da Copa do Brasil, em 2017, Cruzeiro e Flamengo protagonizaram nas redes sociais uma grande troca de gentilezas. Um tratava o outro como ?maior? de seu estado. O amor, porém, chegou ao fim. Isso porque o Flamengo cobrou o pagamento pendente do volante Mancuello. Pelo lado do Cruzeiro restou reclamação. O rubro-negro carioca [?]

14:15 | 01/07/2018

Na final da Copa do Brasil, em 2017, Cruzeiro e Flamengo protagonizaram nas redes sociais uma grande troca de gentilezas. Um tratava o outro como ?maior? de seu estado. O amor, porém, chegou ao fim. Isso porque o Flamengo cobrou o pagamento pendente do volante Mancuello. Pelo lado do Cruzeiro restou reclamação.

O rubro-negro carioca acionou o Cruzeiro na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para receber a dívida pelo volante Mancuello. O clube entrou na Câmara Nacional de Resolução de Disputas. A informação foi divulgada inicialmente no blog do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A Gazeta Esportiva confirmou o atraso do pagamento com o vice-presidente de futebol, Itair Machado. O dirigente disse que uma parcela foi paga, mas o restante ainda está pendente. No entanto, Machado reclamou do Flamengo em relação a situação.

?Eu era Presidente do Ipatinga e o Flamengo comprou um jogador, o Welilngton Bruno. Não pagou. Demorou quase quatro anos. E uns dois foi a diretoria atual. Valor pequeno. E teve que dar desconto para o Ipatinga receber. São bons para cobrar, mas para pagar? Pelo menos com o Ipatinga foi quase impossível receber?, disse em entrevista exclusiva a Gazeta Esportiva.

Itair que ressaltou ainda que isso não justifica a atitude do Cruzeiro. ?Isso não justifica o atraso, porém, não faça com os outros o que você não quer que façam com você?, acrescentou.

Mancuello chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2018. O Cruzeiro se propôs a pagar quase R$ 6 milhões pelo volante, ficando com 60% dos direitos do atleta. A Raposa conseguiu arcar até agora com apenas R$1,2 milhão.

Vale lembrar que quando aconteceu a negociação, o Flamengo tinha colocado cláusulas ?anti-calote?, tendo em vista que o Cruzeiro começa a ganhar fama de ?mau pagador? no mercado do futebol.

Gazeta Esportiva

TAGS