PUBLICIDADE
Esportes

Presidente do Flamengo vê confronto com o Cruzeiro como ?pedreira?

Flamengo e Cruzeiro farão o único confronto brasileiro das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Para Eduardo Bandeira de Mello, presidente flamenguista, o adversário está entre os mais complicados que a sua equipe poderia encontrar. ?É uma pedreira?, definiu Bandeira de Mello à Fox Sports, logo após a realização do sorteio na sede [?]

23:15 | 04/06/2018

Flamengo e Cruzeiro farão o único confronto brasileiro das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Para Eduardo Bandeira de Mello, presidente flamenguista, o adversário está entre os mais complicados que a sua equipe poderia encontrar.

?É uma pedreira?, definiu Bandeira de Mello à Fox Sports, logo após a realização do sorteio na sede da Conmebol. ?Mas quem quer ganhar a Libertadores tem que passar por todos os adversários?, emendou.

Como se classificou como segundo colocado da sua chave na fase de grupos, o Flamengo terá que definir a classificação às quartas de final em Belo Horizonte. ?É claro que seria mais confortável decidir em casa, mas a gente tem que encarar o que vem pela frente?, reiterou o mandatário do clube carioca.

O discurso de Bandeira de Mello foi o mesmo ao projetar uma sequência de Libertadores para o Flamengo. Nas quartas de final, o vencedor do duelo entre Flamengo e Cruzeiro jogará contra o classificado do confronto entre o temido Boca Juniors, da Argentina, e o paraguaio Libertad.

?Mas é aquilo: não tem caminho fácil na Libertadores. Se passarmos de um Boca, teríamos Corinthians ou Palmeiras. Se passarmos de novo, Grêmio ou River Plate?, exemplificou Bandeira de Mello, sorridente.

Gazeta Esportiva

TAGS