PUBLICIDADE
Cruzeiro

Com reservas, Cruzeiro vence a URT sem dificuldades no Mineirão

Foi um ataque contra defesa. Era o mesmo que o leão diante de um rato. Assim é possível definir a vitória do Cruzeiro, por 3 a 0, sobre a URT, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, em duelo válido pelo Campeonato Mineiro. A Raposa não sofreu qualquer susto. Talvez, o momento que o goleiro Fábio […]

00:15 | 08/03/2018

Foi um ataque contra defesa. Era o mesmo que o leão diante de um rato. Assim é possível definir a vitória do Cruzeiro, por 3 a 0, sobre a URT, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, em duelo válido pelo Campeonato Mineiro.

A Raposa não sofreu qualquer susto. Talvez, o momento que o goleiro Fábio mais ficou assustado foi com o raio que caiu próximo ao Mineirão, na noite chuvosa da capital mineira. Fora isso, a URT pouco deu trabalho e o goleiro tinha dificuldade de se manter aquecido em sua meta.

No fim das contas, o resultado pouco mudou a vida celeste. A equipe segue disparada na liderança, com 28 pontos. A URT ainda luta para se classificar para a próxima fase, tem 12 pontos, na oitava colocação.

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Patrocinense, no domingo, às 17h (de Brasília). A URT recebe o Boa Esporte, no Zama Maciel, em casa, no mesmo dia e horário.

Primeiro tempo

Com a primeira colocação garantida, o Cruzeiro entrou em campo com sua equipe reserva. Apenas Thiago Neves e Arrascaeta do time titular, o camisa 30 por precisar ganhar ritmo de jogo já o uruguaio vai servir sua seleção em breve.

O técnico Mano Menezes, embora estivesse em casa, com apoio de sua torcida – com destaque para a torcida feminina que estava em peso no Mineirão com 15 mil ingressos distribuídos gratuitamente em ação de marketing do Cruzeiro – definiu entrar em campo com três volantes. O time azul tinha Mancuello, Bruno Silva, ambos mais livres para apoiar o ataque, e Lucas Silva fazendo a proteção da zaga.

O time tinha ainda Thiago Neves e Arrascaeta, ambos na armação de jogadas. A formação ficou no 4-1-4-1. Na frente, Rafael Sóbis tinha a missão de substituir Fred.

O jogo era de domínio absoluto do Cruzeiro. A URT não conseguiu criar absolutamente nada no primeiro tempo. A equipe de Patos de Minas não conseguia sair para criar. Com isso, a Raposa avançava todas as suas linhas, com Dedé e Digão sempre colados na linha do meio campo. Com isso, Lucas Silva, que era responsável por ser o primeiro volante, conseguia também apoiar o ataque.

Não demorou muito para o Cruzeiro conseguir o primeiro gol. Aos 17 minutos, em cruzamento da esquerda, a bola foi dividida na área e sobrou para Rafael Sóbis. O atacante, de perna esquerda, mandou para o fundo.

Poucos minutos depois, Arrascaeta ampliou. Aos 23, após bela jogada da Raposa, que levou a redonda para o ataque fazendo passes rápidos, chegando até o Uruguaio que afundou as redes.

O Cruzeiro, mesmo com o placar favorável, não parou de atacar. A equipe celeste apertava a URT em seu campo defensivo e transformava o duelo em um confronto bastante difícil para o clube de Patos. Aos 34, Thiago Neves perdeu um gol feito. Em cruzamento na área, aliás, mais próximo, na pequena área, o camisa 30 errou o alvo e mandou pra fora.

Aos 41 ele conseguiu soltar o grito de gol. Em enfiada de bola de Sóbis para Thiago Neves, o camisa 30 bateu bem na bola e colocou no cantinho.

Segundo tempo: segue o ataque contra defesa

O placar já era contrário em 3 a 0 quando as equipes voltaram dos vestiários. Mas a URT seguiu da mesma maneira em campo. Se defendendo, evitando um vexame maior, sem levar qualquer perigo contra a meta do goleiro Fábio. O arqueiro azul, inclusive, teve muito trabalho para se manter aquecido com a chuva que caia em Belo Horizonte e a falta de trabalho.

O Cruzeiro, porém, diminuiu o ritmo do jogo. O clube azul se mostrava satisfeito com o placar e não corria riscos, mas também criava pouco. Ainda assim teve algumas oportunidades, a principal com Arrascaeta que, na cara do gol, errou o alvo.

O técnico Mano Menezes fez alterações, lançou Raniel e Robinho para mudar o ritmo da equipe. Depois, colocou Ezequiel que voltou depois de um longo período no departamento médico. Mas não adiantou e o placar seguiu o mesmo.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 0 URT

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data: 07 de março de 2018, Quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Ronei Candido Alves

Auxiliar: Ricardo Junio de Souza e Samuel Henrique Soares Silva

Gols: Rafael Sóbis, aos 17 minutos do primeiro tempo, Arrascaeta, aos 23 minutos do primeiro tempo, Thiago Neves, aos 41 minutos do primeiro tempo (Cruzeiro)

Cartões: Lucas Romero, Digão, Rafael Sóbis (Cruzeiro); Dão, Victor Sallinas, Bruninho (URT)

CRUZEIRO – Fábio, Romero, Digão, Dedé, Marcelo Hermes, Lucas Silva, Bruno Silva (Ezequiel), Mancuello (Robinho), Arrascaeta, Thiago Neves (Raniel) e Rafael Sóbis.

Técnico: Mano Menezes.

URT – Carlão, Carlinhos, Dão, Jean Carioca (Rodolfo), Douglas Maia, Jô, Bruninho, Eduardo Ramos (Luis Fellipe), Felipe Alves, Raphael Macena (Diogo Orlando).

Técnico: Rodrigo Santana

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários