Após goleada, Mano fala em reflexão com a derrota e lamenta bolas paradasCruzeiro Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Após goleada, Mano fala em reflexão com a derrota e lamenta bolas paradas

O Cruzeiro começou sua trajetória na Copa Libertadores com uma dura derrota para o Racing, por 4 a 2, na noite desta quarta-feira, na Argentina. O técnico Mano Menezes evitou qualquer analise com a cabeça quente e manteve uma postura cautelosa em relação a partida. ?Achei um bom jogo, é a primeira derrota em 10 [?]

00:45 | 28/02/2018

O Cruzeiro começou sua trajetória na Copa Libertadores com uma dura derrota para o Racing, por 4 a 2, na noite desta quarta-feira, na Argentina. O técnico Mano Menezes evitou qualquer analise com a cabeça quente e manteve uma postura cautelosa em relação a partida.

?Achei um bom jogo, é a primeira derrota em 10 jogos. Não temos que pensar que aconteceu algo tão grave, temos que entender que acontece. Falhamos muito em três bolas paradas, pela facilidade. Na primeira estava um pouco adiantado, na linha, no terceiro o jogador não saltou. Essas coisas não podem acontecer pela facilidade ao adversário?, lamentou o treinador.

Menezes reforçou ainda que sua equipe foi criativa e atacou bem o Racing. No entanto, observou o ritmo de jogo de sua equipe. ?Criamos boas oportunidades. Chutamos duas no poste, poderíamos ter virado o jogo, aquela oportunidade que nunca vivemos. Mas a equipe chegou ao 3 a 2, no momento que poderia igualar sofreu o quarto. É a primeira rodada, novo ritmo de disputa. tudo que aconteceu hoje, tirando as bolas paradas, normal para uma estreia?, garantiu.

O Cruzeiro entrou em campo bastante desfalcado: o goleiro Fábio deixou a delegação para acompanhar o velório do pai, falecido nessa segunda-feira, além de Edilson e Léo, ambos suspensos por competições anteriores da Conmebol, e ainda Fred que sentiu dores nos primeiros minutos de jogo. Mano argumenta que a equipe não deixou de render por causa dos problemas.

?As coisas não tem todas elas justificativas, mas as últimas horas foram acidentadas, teve a questão do Fábio, a lesão do Fred, ali, com 10 minutos, estávamos sem quatro jogadores que são a base da equipe titular. Não acho que o Cruzeiro deixou de render por causa das ausências. Jogou bem. A gente não conseguiu ser melhor que o adversário?, concluiu.

O Cruzeiro retorna para Belo Horizonte nesta quarta-feira e os jogadores terão o restante do dia de folga. Na quinta a equipe se reapresenta e inicia os treinamentos para o jogo contra o Atlético, neste domingo, às 11h (de Brasília), no Independência, pelo Campeonato Mineiro.

Gazeta Esportiva

TAGS