PUBLICIDADE
Esportes

Com duas torcidas, cruzeirenses ressaltam que vitória não ocorre por detalhes

O Cruzeiro tinha duas torcidas na noite desta segunda-feira, no duelo contra o Palmeiras, em São Paulo. Além dos tradicionais azuis celestes, os apaixonados pelo Corinthians também comemoraram os dois gols da Raposa, no empate por 2 a 2. Isso porque o Verdão está se aproximando do Timão na tabela do Campeonato Brasileiro e coloca [?]

22:00 | 30/10/2017

O Cruzeiro tinha duas torcidas na noite desta segunda-feira, no duelo contra o Palmeiras, em São Paulo. Além dos tradicionais azuis celestes, os apaixonados pelo Corinthians também comemoraram os dois gols da Raposa, no empate por 2 a 2. Isso porque o Verdão está se aproximando do Timão na tabela do Campeonato Brasileiro e coloca risco a taça.

Após a igualdade, os jogadores do Cruzeiro explicaram que a vitória não aconteceu por detalhes. ?Verdade, por pouco a gente não consegue a vitória. Sabíamos da pressão que eles iam fazer, eles iam pra cima, a gente sabia disso, a equipe esteve bem no jogo de hoje, depois não conseguimos ficar com a bola e trabalhar. Quando trocamos passes chegamos ao gol, quando não tivemos a bola sofremos um pouco e eles chegaram ao empate?, destacou o volante Henrique.

O lateral-esquerdo, Diogo Barbosa, comemorou o resultado, por jogar fora de Belo Horizonte e enfrentar um time que luta pelo Campeonato Brasileiro e ressalta que o Cruzeiro explorou os pontos fracos do Verdão.

?Bom resultado, pelas circunstâncias, jogamos bem, exploramos os pontos fracos deles, jogam com a linha alta. Ali o árbitro mandou esperar depois liberou, ele não decidiu o juiz se atrapalhou ali?, salientou.

Ex-jogador do Palmeiras, Robinho marcou o segundo gol do Cruzeiro, após retornar de contusão. Ele comemorou a volta ao time e disse que conhece os atalhos do campo palmeirense.

?Eu dou sorte aqui, mais uma vez, eu me sinto em casa aqui, a torcida sempre me apoiou, espero livrar das lesões. A gente cansa (ao voltar após contusão), o jogo estava pegado, rápido, poderia ter sido sorte melhor, o Palmeiras ficou em cima da gente, mas mais no chuveirinho, a gente teve chance cara a cara com Prass. Mas vamos seguir?, finalizou.

O Cruzeiro volta a campo no domingo, às 17h (de Brasília), no Mineirão, contra o Atlético-PR. Será a chance da Raposa voltar a vencer, já são três jogos sem vitória.

Gazeta Esportiva

TAGS