PUBLICIDADE
Esportes

Após empate, Mano revela como motivou seus jogadores para o duelo contra o Palmeiras

Sem sonhar com muita coisa dentro do Brasileirão, com sua vaga definida na Copa Libertadores 2018 e com um titulo importante ainda quente na memória, o Cruzeiro atrasou a vida do Palmeiras. Em duelo em São Paulo, na noite dessa segunda-feira, o time mineiro pausou o crescimento alviverde ? que tinha três vitórias seguidas ? [?]

10:30 | 31/10/2017

Sem sonhar com muita coisa dentro do Brasileirão, com sua vaga definida na Copa Libertadores 2018 e com um titulo importante ainda quente na memória, o Cruzeiro atrasou a vida do Palmeiras. Em duelo em São Paulo, na noite dessa segunda-feira, o time mineiro pausou o crescimento alviverde ? que tinha três vitórias seguidas ? e esperava colar de uma vez por todas no Corinthians para sonhar com o titulo do Brasileirão. O empate por 2 a 2, no entanto, frustrou os planos do Verdão que segue a cinco pontos e não depende apenas das suas forças.

O Cruzeiro levou o jogo muito a sério. O time de Mano Menezes impôs dificuldades para a equipe paulista e, por pouco, não conseguiu a vitória. O treinador celeste, inclusive, contou como motivou seus jogadores para o confronto.

?Hoje peguei um pedaço da maioria dos programas esportivos e mostrei para os meus jogadores. Porque parecia que o Palmeiras ia jogar sozinho, de tanto que era a possibilidade para diferença diminuir. Isso não partiu dos jogadores do Palmeiras, eu sei. Mas não parecia que o Cruzeiro é o campeão da Copa do Brasil, que não fez uma grande temporada. Usei isso para motivar meus jogadores. Nessa hora a gente usa o veneno a nosso favor?, destacou o técnico.

Mano, no entanto, fez questão de frisar que o Cruzeiro não pode iludir seu torcedor com o sonho de também encostar no Corinthians, com nove pontos de diferença. De acordo com o treinador, o momento para alcançar o Timão passou no clássico que a Raposa perdeu para o Atlético.

?O Cruzeiro sempre esteve distante do título, eu já falei sobre isso, eu não queria criar essa carga para equipe, nós nunca tivemos próximo. Quem pode falar de título é quem está próximo, quando era a hora de aproximar, nos jogos contra Coritiba e no clássico nos deixamos escapar, outras equipes podem falar, pra gente não tem sentido, não vamos iludir o torcedor?, finalizou.

O Cruzeiro volta a campo no domingo, às 17h (de Brasília), no Mineirão, contra o Atlético-PR. A equipe ganhou a terça-feira de folga e retorna aos treinamentos na quarta pela manhã.

Gazeta Esportiva

TAGS