PUBLICIDADE
Esportes

Corinthians costura troca de Romero por Luan; paraguaio não joga mais no clube

O Corinthians tenta costurar uma troca entre Romero e Luan, do Atlético-MG. A ideia surgiu na última semana e ambos os lados tentam viabilizar um patamar comum para que o paraguaio, dono de apenas seis meses de contrato restantes com o Timão, troque de lugar com o atleticano, que tem vínculo válido até abril de [?]

20:15 | 20/01/2019

O Corinthians tenta costurar uma troca entre Romero e Luan, do Atlético-MG. A ideia surgiu na última semana e ambos os lados tentam viabilizar um patamar comum para que o paraguaio, dono de apenas seis meses de contrato restantes com o Timão, troque de lugar com o atleticano, que tem vínculo válido até abril de 2022 com os mineiros. O certo é que Romero não atua mais com a camisa alvinegra.

?Luan foi interesse do Corinthians desde o começo de dezembro e ficou parado pelos valores pedidos. Existe hoje uma possibilidade por causa do Romero, mas não passou disso?, disse o diretor de futebol do clube, que explicou a situação do atacante no Alvinegro. Desde que se reapresentou, Romero treina separado dos demais companheiros.

?Ele continua, é atleta do Corinthians, mas, se ele não for renovar, não tem porque ele ser utilizado?, explicou Duílio. Nos bastidores, porém, a Gazeta Esportiva ouviu um membro da diretoria tratar como certo que Romero ?está fora? do Alvinegro. ?Não joga mais?, insistiu a pessoa ao ser questionada sobre o sentido literal da outra fala.

A presença do jogador em um dos camarotes da Arena, por sinal, foi vista com surpresa pela cúpula corintiana, que não conseguiu nem ter a oportunidade de conversar sobre renovação com o atleta.

Questionado se isso era um problema natural por causa da OTB Sports, empresa que gerencia a carreira de Romero desde a metade do ano passado, Duílio não atribuiu aos agentes toda a responsabilidade do imbróglio. Para ele, o problema começou antes até da entrada da OTB na negociação.

?O Corinthians vem tentando, nós chegamos neste mandato do Andrés, falta um mês para completar um ano. Desde que a gente chegou ao clube estamos tentando renovar com ele e não conseguimos. Não colocaria a culpa nos empresários. É na negociação. Já tem um desgaste por muito tempo de conversa, culparia toda a situação?, concluiu Duílio.

Gazeta Esportiva

TAGS