Corinthians projeta ganhar R$ 2 milhões com Copa América na ArenaSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Corinthians projeta ganhar R$ 2 milhões com Copa América na Arena

Vista da Arena Corinthians, uma das sedes da Copa América

07:15 | 13/12/2018

O Corinthians vai ceder a sua Arena para a realização da Copa América, no meio do ano que vem, e projeta lucro com o evento. O clube assegura que vai receber algo em torno de R$ 2 milhões pela cessão à competição organizada pela Conmebol, dinheiro que ajudará no pagamento das parcelas mensais acordadas com a Caixa Econômica Federal, fixadas atualmente em R$ 6 milhões.

O acerto para a utilização do estádio em Itaquera se deu meses depois da desistência corintiana e da opção inicial pelo Allianz Parque. Depois que a casa palmeirense saiu da disputa, o Timão voltou a ser procurado e, de acordo com pessoas ouvidas pela reportagem, dessa vez para ganhar dinheiro. ?Antes não queriam pagar nada?, disse um dirigente.

Ainda segundo o Alvinegro, as despesas quanto a pessoal e organização do evento ficarão todas a cargo da confederação sul-americana. Além da Arena, serão utilizados no torneio a Arena do Grêmio, o Maracanã, o Mineirão, o Morumbi e Fonte Nova.

O pagamento do estádio, que está programado para ser encerrado em 12 anos, deve receber um alívio durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro. Por causa da pré-temporada e da renda reduzida com a ausência de jogos, o Timão acerta os últimos detalhes para que a prestação caia de R$ 6 mi para R$ 2 mi neste período.

?Temos um financiamento com a Caixa e nossas prestações estão em dia. Chegamos a atrasar, renegociamos, tivemos uma facilidade. Durante três meses do ano, o pagamento do fundo é menor, porque não tem arrecadação. Estamos terminando isso?, avaliou o diretor financeiro do clube, Matias Romano Ávila, sem especificar qual é o valor atual da dívida do clube.

?A gente não sabe ainda quanto é, porque precisamos descontar aquilo que deixou de ser feito. A dívida é com o fundo, R$ 6 milhões por mês, e três meses com R$ 2 milhões. Isso está em dia. Como garantia temos sócio-torcedor, instrumentos que foram negociados para que não fiquemos inadimplentes com o fundo para pagar o financiamento?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS