Duílio entende pedidos por Carille e assegura Jair só contra o GrêmioSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Duílio entende pedidos por Carille e assegura Jair só contra o Grêmio

O diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, assegurou na noite deste domingo que o técnico Jair Ventura vai comandar o clube na partida contra o Grêmio, no dia 2 de dezembro, em Porto Alegre, na última rodada do Campeonato Brasileiro. O clube já tem negociações avançadas com Fábio Carille para assumir o cargo [?]

22:15 | 25/11/2018

O diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, assegurou na noite deste domingo que o técnico Jair Ventura vai comandar o clube na partida contra o Grêmio, no dia 2 de dezembro, em Porto Alegre, na última rodada do Campeonato Brasileiro. O clube já tem negociações avançadas com Fábio Carille para assumir o cargo na próxima temporada, como antecipou a Gazeta Esportiva, mas afirma que mudanças só podem acontecer após o fim do torneio.

?Tudo segue normal como está. Ele comanda o time contra o Grêmio. Foi uma semana de muita especulação, a gente entendo, porque o Corinthians não faz um bom campeonato. Hoje (domingo) também não fez um grande jogo, mas o Jair continua, ele tem contrato e faz o jogo contra o Grêmio?, avaliou o dirigente, dizendo entender o clamor da torcida pela volta de Carille, hoje no Al Wehda.

?O Fábio fez um grande trabalho no Corinthians, conquistou três títulos. A gente entende que sempre que o time estiver num mal momento é um treinador que sempre será pedido, como foi o Tite. A gente entende que faz parte?, comentou Duílio, assertivo ao tratar do tema.

?Ele continua, temos um jogo importante contra o Grêmio. Se houver alguma mudança, a gente vai ver posteriormente a isso. Por enquanto não tem nada previsto?, continuou o diretor. Diretamente envolvido no assunto, Jair Ventura se esquivou das perguntas mais incisivas, mas deixou claro que não tem como se garantir no cargo em 2019.

?Sobre o que se fala nos bastidores, é aquilo que o Corinthians se manifestou. A gente segue trabalhando, sabemos que a situação não depende de mim, mas da direção?, relatou o comandante, mostrando certo incômodo com a atual situação.

?Não adianta, não sou quem defino a permanência e vou deixar para os responsáveis analisarem meu trabalho?, concluiu Jair, dono de 33% de aproveitamento desde que assumiu o clube, com quatro vitórias, seis empates e oito derrotas em 18 jogos disputados.

Gazeta Esportiva

TAGS