Sheik busca top-10 no ano e retoma relevância na reta final do BrasileiroSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Sheik busca top-10 no ano e retoma relevância na reta final do Brasileiro

O atacante Emerson Sheik voltou aos treinamentos no gramado na tarde da quinta-feira e deve ser confirmado como titular do Corinthians no trabalho desta sexta, no CT Joaquim Grava, o último antes da partida contra o Bahia, no sábado, às 19h (de Brasília), na Arena. Caso tudo corra conforme o planejado, o camisa 47 vai [?]

09:45 | 26/10/2018

O atacante Emerson Sheik voltou aos treinamentos no gramado na tarde da quinta-feira e deve ser confirmado como titular do Corinthians no trabalho desta sexta, no CT Joaquim Grava, o último antes da partida contra o Bahia, no sábado, às 19h (de Brasília), na Arena. Caso tudo corra conforme o planejado, o camisa 47 vai se igualar a Rodriguinho e entrar na lista dos dez jogadores que mais atuaram na temporada, confirmando uma retomada de relevância no elenco próximo da aposentadoria.

Titular na reta final do Campeonato Paulista, inclusive no primeiro jogo da final, contra o Palmeiras, em Itaquera, no dia 31 de março, Sheik foi importante no começo do ano. Entre aquele decisivo duelo e o clássico contra o Santos, há duas semanas, porém, ele só foi titular em uma oportunidade, no segundo jogo contra a Chapecoense, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Agora, porém, está próximo a completar o quarto duelo consecutivo na formação inicial.

A perda de espaço de Sheik, que completou 40 anos recentemente, se deu justamente no momento em que ele demonstrou certa imaturidade. Expulso contra o Independiente-ARG, pela fase de grupos da Libertadores, ele atrapalhou o que parecia uma reação da equipe e passou a ter menos moral com Fábio Carille, algo que seguiu acontecendo com Osmar Loss.

Jair Ventura, no entanto, mudou essa sequência. Dos jogos em que pôde contar com Sheik entre os relacionados, só não utilizou o atleta na partida contra o Flamengo, vitória por 2 a 1, na semifinal da Copa do Brasil. Fã confesso da qualidade técnica do jogador, ele vê em Sheik um nome importante para a equipe na busca por se afastar de vez da zona de rebaixamento.

?O Emerson mostrou porque é o Emerson Sheik, precisa de uma ou das bolas para fazer gols. Lindo gol, méritos para ele?, disse Jair no ano passado, quando ainda era treinador do Botafogo e viu seu time ser derrotado pela Ponte Preta, de Sheik. A esperança dele, agora, é que esse cenário seja mais favorável a si.

Jogos na temporada (inclui amistosos):

1º ? Henrique ? 58 jogos (58 titular)

2º ? Romero ? 58 jogos (54 titular/4 reserva)

3º ? Gabriel ? 57 jogos (52 titular/5 reserva)

4º ? Cássio ? 55 jogos (55 titular)

5º ? Mateus Vital ? 53 jogos (27 titular/26 reserva)

6º ? Jadson ? 50 jogos (46 titular/4 reserva)

7º ? Pedrinho ? 48 jogos (26 titular/22 reserva)

8º ? Clayson ? 45 jogos (36 titular/9 reserva)

9º ? Fagner ? 41 jogos (41 titular)

10º ? Rodriguinho ? 38 jogos (38 titular)

11º ? Emerson Sheik ? 37 jogos (10 titular/27 reserva)

Gazeta Esportiva

TAGS