Díaz agradece guia e professor Romero em adaptação ao CorinthiansSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Díaz agradece guia e professor Romero em adaptação ao Corinthians

O atacante Sérgio Díaz, que estreou como titular da equipe do Corinthians no último sábado, na vitória contra o Bahia, ainda busca dominar mais o português para falar na língua do país em que vive há três meses. Esse, porém, parece ser apenas o último passo a ser dado pelo atleta, que agradeceu ao compatriota [?]

15:30 | 31/10/2018

O atacante Sérgio Díaz, que estreou como titular da equipe do Corinthians no último sábado, na vitória contra o Bahia, ainda busca dominar mais o português para falar na língua do país em que vive há três meses. Esse, porém, parece ser apenas o último passo a ser dado pelo atleta, que agradeceu ao compatriota Ángel Romero por ser um guia da cidade de São Paulo e um professor do que representa o clube do Parque São Jorge.

?Estou gostando bastante do que é o futebol brasileiro, do Corinthians, do CT. Os companheiros me ajudaram bastante, o máximo possível, tenho que agradecer ao presidente, ao treinador porque fizeram de tudo para que eu me sinta bem aqui?, comentou o jogador, que é sempre visto ao lado do compatriota e do chileno Ángelo Araos.

?Ele sempre está comigo, ajudando com o que preciso, Araos também é muito meu amigo. São bons amigos meus, ajudam o jogador a se adaptar ao grupo para que se sinta bem. São as coisas que me ajudaram bastante a entender o que é o Corinthians?, continuou o jogador, que concedeu entrevista pela primeira vez desde que foi apresentado pelo clube.

Para o jogador, o português é tranquilo na parte da compreensão, mas mais complicado na hora de se expressar. Para evitar confusões com sua fala, ele prefere dar entrevistas em espanhol no começo, assim como fez o próprio Romero e outro compatriota, o zagueiro Balbuena, hoje no West Ham.

A amizade construída entre o antigo defensor corintiano e o camisa 11 também serve de exemplo para Díaz. Morando na capital paulista com a sua esposa, Noé, ele diz que a amizade recente entre ela e a namorada de Romero, Gabriela, também é fundamental na boa adaptação.

?Também minha mulher é muito amiga da mulher do Romero, sempre saímos juntos, isso ajuda muito para que a gente possa conhecer a cidade de São Paulo. Ir para a praia, ver um lugar bom para relaxar, isso ajuda bastante, compartilhar esses momentos com Romero e o Araos, ajuda bastante?, concluiu Díaz.

Gazeta Esportiva

TAGS