Jair Ventura rasga elogios a Felipão e comenta estilo à beira do campoSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Jair Ventura rasga elogios a Felipão e comenta estilo à beira do campo

Jair Ventura fez o que esteve ao seu alcance para tentar estrear no comando do Corinthians com uma vitória em pleno Derby contra o Palmeiras no Allianz Parque. À beira do campo, o recém-contratado mudou da forma como foi possível, trabalhou o psicológico dos atletas, substituiu e impressionou pela forma como ?jogou junto? com o [?]

19:45 | 09/09/2018

Jair Ventura fez o que esteve ao seu alcance para tentar estrear no comando do Corinthians com uma vitória em pleno Derby contra o Palmeiras no Allianz Parque. À beira do campo, o recém-contratado mudou da forma como foi possível, trabalhou o psicológico dos atletas, substituiu e impressionou pela forma como ?jogou junto? com o time, mas nem assim conseguiu seu triunfo, saindo do gramado derrotado por 1 a 0.

E mesmo apontando os erros e os ajustes a serem feitos, Jair encontrou espaço para rasgar elogios ao seu adversário deste domingo no banco de reservas. Após a partida, foi enfático ao tratar como ?especial? o confronto contra Felipão e comentar a dualidade que existe no futebol atual quanto à ?rivalidade? entre jovens técnicos e mais experientes.

?Encontrar o Felipão é especial, poder ser adversário dele é especial. Quando fui efetivado, em 2016, falei que o momento era de uma junção de treinadores jovens com os mais experientes, até porque o mercado tem que ter à sua disposição os melhores profissionais. E o Felipão é um dos melhores, basta olhar tudo o que ele já venceu, o que ele representa. Ele é uma inspiração para todos nós?, disse Ventura.

Em sua entrevista coletiva, Jair explicou o estilo ?agressivo? dentro de campo, jogando com o restante do time e ?dando carrinho? com os jogadores, como o próprio afirmou. Mesmo assim, apontou o equilíbrio como a chave para que a empolgação não seja um reflexo negativo na sua leitura de jogo.

?Com o tempo a gente vai se acostumando, se adequando, mas eu sou esse treinador que joga junto. Às vezes, inclusive, estamos quase dando carrinho com os atletas, chutando a bola junto, costumo ser assim. Mas precisamos, ao mesmo tempo, ser equilibrado, até para não entrar no calor do jogo e não conseguir visualizar a melhor estratégia. Quero jogar junto, mas ler o jogo?, ressaltou o treinador.

Agora, Jair Ventura terá pouco tempo para trabalhar o time do Corinthians, já que volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Flamengo, no Maracanã, pela primeira partida da semifinal da Copa do Brasil. No Brasileiro, joga apenas no próximo domingo quando, na Arena, enfrenta o Sport.

Gazeta Esportiva

TAGS