Participamos do

Jair admite fama de defensivo e ressalta trabalho feito com a base

Jair Ventura chega ao Corinthians para realizar o seu terceiro trabalho na carreira. Após uma boa passagem pelo Botafogo e uma sem grandes brilhos no Santos, o comandante terá no Timão a oportunidade de mostrar como realmente gosta de montar as suas equipes. Apesar de afirmar que não gosta de ter a sua imagem atrelada [?]
08:15 | Set. 08, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Jair Ventura chega ao Corinthians para realizar o seu terceiro trabalho na carreira. Após uma boa passagem pelo Botafogo e uma sem grandes brilhos no Santos, o comandante terá no Timão a oportunidade de mostrar como realmente gosta de montar as suas equipes.

Apesar de afirmar que não gosta de ter a sua imagem atrelada aos seus dois trabalhos anteriores, Jair admite que a imagem que fica é a de ser um treinador defensivo, já que no clube carioca ficou conhecido pela defesa sólida e no Santos não obteve sucesso na tentativa de armar uma equipe ofensiva.

Mesmo assim, o treinador ressalta que o fato de saber armar boas defesas não pode ser visto apenas como um aspecto negativo e utiliza o atual técnico da Seleção Brasileira, Tite, e a própria história alvinegra para se justificar.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

?Vou ser bem sincero: hoje o treinador da Seleção Brasileira chegou lá fazendo um jogo defensivo, então isso não pode me incomodar. O Corinthians revelou diversos treinadores jogando dessa maneira e sempre foi um clube vitorioso. É motivo de orgulho saber que eu arrumo bem uma defesa, fazer o time jogar sem a bola, que é a grande dificuldade. Ninguém gosta de jogar sem a bola, e conseguir fazer com que os atletas comprem a sua ideia é motivo de orgulho?, avaliou o novo treinador.

Porém, o jovem treinador de 39 anos também fez questão de ressaltar que armar defesas sólidas não é a sua única característica de trabalho. Jair também lembra que pelos dois clubes em que trabalhou ele soube subir jovens atletas formados pela categoria de base.

?Gosto sempre de olhar para a base e lançar jovens. Além de fazer um sistema defensivo muito forte, costumo lançar jogadores. Temos que olhar para a base, tenho um amigo que está no sub-20 que é o Barroca. Vamos sempre estar de olho na categoria de base. Preciso também parabenizar o Andrés pelo novo CT da base vai ser um ganho enorme pro clube?, afirmou o treinador.

Vale destacar que o atual treinador da categoria sub-20 do Timão é Eduardo Barroca, técnico com o qual Jair teve uma relação muito próxima no Botafogo. Outro ponto importante é de que o ex-treinador da base corintiana foi o ex-jogador Coelho, que atualmente integra a comissão principal da equipe.

Gazeta Esportiva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente