Gabriel cita o Corinthians como time ?cascudo? e ?copeiro?Sport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Gabriel cita o Corinthians como time ?cascudo? e ?copeiro?

Acaba ano, entra ano e o Corinthians segue se mantendo entre os protagonistas do futebol brasileiro. Apesar dos seguidos desmanches de elenco, das dificuldades financeiras e das contratações modestas, nenhum outro clube ergueu mais taças que o time do Parque São Jorge nos últimos 10 anos. A atual temporada se apresentava tenebrosa, como outras recentes, [?]

10:45 | 28/09/2018

Acaba ano, entra ano e o Corinthians segue se mantendo entre os protagonistas do futebol brasileiro. Apesar dos seguidos desmanches de elenco, das dificuldades financeiras e das contratações modestas, nenhum outro clube ergueu mais taças que o time do Parque São Jorge nos últimos 10 anos.

A atual temporada se apresentava tenebrosa, como outras recentes, mas já registrou um título corintiano em cima do Palmeiras dentro da casa alviverde e agora tem a possibilidade de cravar a terceira conquista nacional nos últimos quatro anos, graças a classificação à final da Copa do Brasil.

Além do espírito vencedor adquirido e da força de sua torcida, o estilo de jogo do Corinthians pouco se alterou nesse meio tempo. E para Gabriel esse talvez seja o segredo alvinegro. Prova disso foi a postura da equipe na semifinal contra o Flamengo.

?Time cascudo. Já é uma marca nossa, desde o ano passado. Um time copeiro dentro de campo, que sabe a hora de pressionar, a hora de marcar atrás da linha da bola. Isso deu certo. A equipe do Flamengo é de muita qualidade, tocam muito bem a bola. Nós não podíamos nos atirar de qualquer jeito?, explicou o volante, que na quarta-feira acabou ajudando como lateral direito.

?Se toma um gol lá atrás, fica mais difícil. A equipe foi consciente nesse aspecto, de marcar forte e, nos momentos que o Flamengo deu espaço, conseguir nos gols. No final, tivemos até alguns contra-ataques que poderíamos ter aproveitado melhor, para matar a partida. Mas não se joga uma decisão, se vence. Nós vencemos e passamos para a final?, concluiu.

Leia também:

Corinthians supera favoritismo do Flamengo e vai à final da Copa do Brasil

Corinthians decide em casa título da Copa do Brasil contra o Cruzeiro

Sem Jair, auxiliar comanda reapresentação do Corinthians no CT

Fagner tem fibrose diagnosticada e não enfrenta o América-MG

Mateus Vital admite gosto especial por eliminar o Flamengo

Romero vê obrigação de Corinthians forte independente do elenco

Corinthians confia que terá Romero nas duas finais da Copa do Brasil

Se o Corinthians é o atual campeão Brasileiro e bicampeão Paulista, Gabriel pode chegar ao seu quarto título nacional. Desde 2015, o camisa 5 vem empilhando taças. A lista tem uma Copa do Brasil (2015) e um Brasileirão (2016) pelo Palmeiras, outro Brasileirão, mas pelo Timão (2017), além de dois Estaduais (2017 e 2018) também com a camisa preta e branca.

Nesse sábado, contra o América, de novo Gabriel pode ser utilizado improvisado na vaga de Fagner, desfalque certo em função de uma fibrose na coxa esquerda. Ralf tem sido o titular no meio de campo, à frente da zaga, e Mantuan perdeu espaço com Jair Ventura.

 

Gazeta Esportiva

TAGS