Corinthians usa dedicação como ponto de partida para evolução com JairSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Corinthians usa dedicação como ponto de partida para evolução com Jair

Conhecidos como trunfos do Corinthians independente do momento, a raça, vontade e a dedicação acabaram não apenas servindo de alento após a derrota para o Palmeiras no clássico do último domingo, como também considerados fatores cruciais para representar o ponto de partida do time em busca de recuperação na temporada. Após o Derby, tanto o [?]

09:15 | 10/09/2018

Conhecidos como trunfos do Corinthians independente do momento, a raça, vontade e a dedicação acabaram não apenas servindo de alento após a derrota para o Palmeiras no clássico do último domingo, como também considerados fatores cruciais para representar o ponto de partida do time em busca de recuperação na temporada. Após o Derby, tanto o treinador Jair Ventura, quanto o goleiro Cássio valorizaram a dedicação do time.

Na zona mista da casa alviverde, o camisa 12 e capitão do Corinthians reconheceu a superioridade do Palmeiras no clássico, mas buscou pontos positivos do revés e analisou a vontade de mudar as coisas e a dedicação para retomar o caminho das vitórias como pontos a serem mantidos para a reconstrução sob o comando do treinador recém-contratado.

Após derrota no Derby, Jair elogia entrega e lamenta pouco tempo de trabalho

Jair rasga elogios a Felipão e comenta estilo à beira do campo

?Não podemos ser hipócritas, temos que admitir que o Palmeiras vive um momento melhor, vem em uma sequência de vitórias. Acho que o Palmeiras foi um pouco superior, mas a gente tentou, lutou. Não conseguimos, não criamos para o empate, mas isso são coisas que a gente tem que melhorar. Que a nossa vontade seja um caminho para as coisas melhorarem. Falta a vitória?, explicou Cássio, que analisou as primeiras mudanças com o novo treinador.

?É difícil ver as diferenças depois de apenas dois treinos, mas vejo um time mais compacto, mais próximo. Pode ser que em alguns momentos a gente jogue por uma bola. Eu penso que quando você não toma gol é mais fácil de ganhar. Vejo que tivemos a bola em parte da partida, mas não criamos lances claros. Temos que sair dessa situação, trabalhar, melhorar e isso precisa ser rápido, contra o Flamengo e nos dois jogos em casa que termos pelo Brasileiro?, completou.

A postura e o baque com o gol sofrido foram temas da entrevista coletiva de Jair Ventura. Depois de estrear justamente no Derby, Jair também alertou para a necessidade de resposta rápida no aspecto anímico do time que, segundo ele, sentiu o gol do rival e ficou sem poder de reação.

?É um trabalho do treinador reverter a estima. Temos que levantar isso, não podemos perder a confiança. Quando tomamos o gol não tivemos muito poder de reação, porque a mochila está cheia. É algo que a gente diz quando a fase está ruim e vemos que o sentimento que passa pela cabeça dos jogadores é de que novamente não vai dar. Sabemos de tudo o que aconteceu, as saídas, as mudanças, mas só nós podemos reverter essa situação. Só nós?, disse Jair Ventura.

Gazeta Esportiva

TAGS