Cássio não treina no campo e vira dúvida para encarar o Colo-ColoSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Cássio não treina no campo e vira dúvida para encarar o Colo-Colo

O goleiro Cássio não treinou no campo nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava, e passou a ser dúvida na equipe do Corinthians para encarar o Colo-Colo, na quarta-feira, na Arena, em partida válida pela volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América. O quadro não dos mais graves, uma pancada na região do [?]

11:45 | 27/08/2018

O goleiro Cássio não treinou no campo nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava, e passou a ser dúvida na equipe do Corinthians para encarar o Colo-Colo, na quarta-feira, na Arena, em partida válida pela volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América. O quadro não dos mais graves, uma pancada na região do quadril, mas a incerteza sobre sua presença cresceu um pouco após o treinamento.

O arqueiro deixou o gramado no sábado, contra o Paraná, ainda no primeiro tempo. Ao fazer uma defesa em chute de longe, o corintiano acabou esticando demais o corpo para chegar na bola e caiu ?errado?, expondo a região do quadril ao chocar-se com a grama. Pela dor e a importância do duelo frente aos chilenos, Cássio preferiu sair e prometeu trabalhar em ?três períodos? para estar presente no jogo.

Mesmo com a ausência, no entanto, o clima no Alvinegro é de otimismo quanto à sua utilização. ?Fominha? em um bom sentido, já que dificilmente perde jogos, Cássio é visto como um dos atletas mais dedicados na parte física, sempre fazendo trabalhos extras com os preparadores de goleiros. Por ser uma pancada, sem problemas musculares ou de ligamento, normalmente mais graves, os corintianos acreditam que eles estará em campo em Itaquera.

Sem Cássio, o trabalho em campo ficou para os reservas Walter, que seria seu substituto, e Caíque França. Além do camisa 12, o volante Ralf e o meia Jadson foram os outros atletas a não entrarem no gramado, fazendo trabalho regenerativo na academia. Mais experiente do que o restante da equipe, a dupla só foi preservada para treinar em bom ritmo na terça-feira e chegar com gás para o embate da quarta.

Coube aos titulares um trabalho de toques curtos e movimentação ao lado do reservas, que durou cerca de meia hora. Depois disso, os atletas foram liberados e deixaram a continuidade do trabalho aos suplentes, que disputaram um treino técnico em campo reduzido por mais uma hora, com bastante intensidade.

Aliviado após a vitória por 1 a 0 sobre o Paraná, no último final de semana, o Alvinegro tem a missão de reverter a derrota sofrida em Santiago, na primeira partida, quando foi superado pelo placar mínimo. Para avançar no tempo normal, precisa abrir uma diferença de no mínimo dois gols. Novo 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis, enquanto qualquer outro resultado dá a vaga aos visitantes.

Gazeta Esportiva

TAGS