Após cinco anos, Corinthians fica mais perto do Z4 do que da LibertadoresSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Após cinco anos, Corinthians fica mais perto do Z4 do que da Libertadores

Depois de cinco anos praticamente hegemônicos no futebol brasileiro, conquistado duas edições do Campeonato Brasileiro e brigando por uma vaga na Libertadores quando isso não aconteceu, o Corinthians se viu em uma situação diferente: com o empate do Atlético-MG, na noite da última quinta-feira, o clube está, pela primeira vez desde 2013, mais perto da [?]

09:30 | 24/08/2018

Depois de cinco anos praticamente hegemônicos no futebol brasileiro, conquistado duas edições do Campeonato Brasileiro e brigando por uma vaga na Libertadores quando isso não aconteceu, o Corinthians se viu em uma situação diferente: com o empate do Atlético-MG, na noite da última quinta-feira, o clube está, pela primeira vez desde 2013, mais perto da zona de rebaixamento do que dos seis primeiros colocados.

Descartando as primeiras rodadas das edições de 2014, 2016 e 2017, quando os times formam um bloco quase único e o descenso não é uma preocupação, o Timão não se via nessa situação desde o final do Nacional de cinco anos atrás. À época, ainda atual campeão mundial, o time comandado por Tite não conseguiu engrenar no segundo turno e conquistou apenas 20 dos 57 pontos disputados.

Com Alexandre Pato no ataque diante do já rebaixado Náutico, o clube do Parque São Jorge perdeu por 1 a 0 nos Aflitos e fechou sua participação 11 pontos atrás do Botafogo, quarto colocado e último classificado à Libertadores. Naquela edição ainda não havia o G6, criado em meio à disputa do Brasileiro de 2016.

Nesse período, mesmo com algumas oscilações e com menos vagas ao torneio continental, o Timão nunca havia se colocado mais próximo dos últimos colocados do que dos primeiros. A situação, por sinal, pode ficar ainda pior quando todos os times tiverem o mesmo números de jogos.

Enquanto acima de si os ponteiros já completaram os 20 jogos previstos para esse estágio do torneio, abaixo há seis equipes com duelos a fazer. Bahia, Santos, Chapecoense e Ceará (1 jogo), Atlético-PR e Vasco (2 jogos) devem completar sua contagem apenas na metade final do mês que vem.

De olho nessa situação, o Corinthians tenta voltar as suas atenções mais para a parte de cima diante do Paraná, neste sábado, às 19h (de Brasília). O duelo servirá para medir forçar com um time que esteve na zona de rebaixamento durante todo o torneio e abrirá uma série fundamental para a sequência do ano, completada com Colo-Colo, na quartas, decisão pela Libertadores da América, e Atlético-MG, no sábado, dia do aniversário do Timão, todos em Itaquera.

Gazeta Esportiva

TAGS