PUBLICIDADE
Esportes

Após três anos de espera, Pedro Henrique comemora chance no Corinthians

Terminada a Copa do Mundo, os clubes brasileiros já voltam a jogar neste meio de semana na retomada do Campeonato Brasileiro. Sem jogos há mais de um mês, alguns destes clubes voltam a disputa do torneio nacional com uma equipe modificada com a que vinha jogando antes desta parada. Este é o caso do Corinthians, [?]

22:30 | 15/07/2018

Terminada a Copa do Mundo, os clubes brasileiros já voltam a jogar neste meio de semana na retomada do Campeonato Brasileiro. Sem jogos há mais de um mês, alguns destes clubes voltam a disputa do torneio nacional com uma equipe modificada com a que vinha jogando antes desta parada. Este é o caso do Corinthians, que entre as mudanças terá de repor a saída do zagueiro titular Balbuena, que foi negociado junto ao West Ham da Inglaterra.

E o técnico Osmar Loss parece já ter definido quem será o substituto para o defensor paraguaio: Pedro Henrique. O zagueiro de 22 anos, que já faz parte do elenco alvinegro desde 2012, receberá finalmente a chance de ter uma sequência no time titular e mostrar o seu futebol, algo que já vem almejando a pelo menos três anos.

?Sempre esperei essa oportunidade, há um bom tempo. No ano passado eu já esperava, porém acabou chegando o Pablo e o Carille acabou optando por ele. Mesmo assim acabei fazendo um bom número de jogos. Acho que 36 ao todo, o que é um bom número para um suplente. Já faz três anos que venho esperando pela oportunidade e agora ela chegou?, avaliou o camisa 34 em entrevista exclusiva ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Esta não é a primeira vez que Pedro Henrique aparece como o sucessor ideal para substituir a saída de um defensor considerado titular do Timão. Porém, diferentemente das outras oportunidades em que o clube acabou preterindo o seu jogador e buscando um outro nome no mercado, agora parece que Osmar Loss realmente dará essa chance ao jovem.

?A gente fica um pouco chateado num primeiro momento. Ainda mais por você vir bem na temporada, mas mesmo assim acaba perdendo o espaço. Mas como eu falo, eu sou muito novo, tenho bastante para aprender ainda. Como aprendi como reserva eu vou aprender como titular mais pra frente. Então é manter os pés no chão, e ter a paciência que tudo dará certo?,

Gazeta Esportiva

TAGS