PUBLICIDADE
Esportes

Gabriel reconhece mau momento e projeta disputa sadia com Ralf

Gabriel chegou sorridente à sala de imprensa do CT Joaquim Grava na manhã desta segunda-feira. Quando começou a falar sobre o momento vivenciado pelo Corinthians, contudo, a sua expressão mudou. O volante está incomodado com o mau retrospecto sob o comando de Osmar Loss (são três derrotas, dois empates e apenas uma vitória desde a [?]

12:30 | 11/06/2018

Gabriel chegou sorridente à sala de imprensa do CT Joaquim Grava na manhã desta segunda-feira. Quando começou a falar sobre o momento vivenciado pelo Corinthians, contudo, a sua expressão mudou. O volante está incomodado com o mau retrospecto sob o comando de Osmar Loss (são três derrotas, dois empates e apenas uma vitória desde a sucessão de Fábio Carille). Como se não bastasse, não tem conseguido atuar bem.

?Jogadores de futebol são seres humanos e também vivem de momentos. Tenho a minha autocrítica, assim como todos nós, e não preciso provar nada para ninguém. Estou supertranquilo, mas sei que não vivo o momento que gostaria, que posso melhorar?, reconheceu Gabriel, embora esperançoso. ?Os últimos jogos não vão apagar o que já fiz e ainda vou fazer aqui dentro. A minha história no Corinthians será muito longa?, bradou o jogador, corintiano de infância.

Passado o recesso do Campeonato Brasileiro para a realização da Copa do Mundo, Gabriel terá a concorrência de um ídolo dos tempos de torcedor na busca por reafirmação. O experiente Ralf, que passou por cirurgia por causa de uma luxação no ombro esquerdo, já treina normalmente em campo e será reforço de Osmar Loss para o segundo semestre.

?A disputa vai ser boa?, disse Gabriel, destemido, lembrando que o volante Renê Júnior é outro reabilitado, de uma artroscopia no joelho direito. ?São jogadores de muita qualidade, que ajudarão a dar uma rotação maior no elenco. É importante pensar no time sempre de acordo com o próximo jogo. O Loss colocará em campo quem estiver melhor. E também tem o Clayson voltando, além de outros jogadores que poderão dar um gás para o decorrer da temporada?, acrescentou.

Se o Corinthians não contratar ninguém para a posição, Renê Júnior terá vida facilitada na missão de ser titular. O jogador é o substituto natural do prata da casa Maycon, vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

?A saída do Maycon já está praticamente definida. Fico muito feliz por ele. Tenho certeza de que jogará muito bem na Ucrânia, que terá um futuro brilhante, porque é um jogador de muita qualidade. É um amigo dentro e fora de campo. Vamos tentar manter a parceria mesmo com a distância?, despediu-se Gabriel.

Gazeta Esportiva

TAGS