PUBLICIDADE
Esportes

Timão prioriza reforços baratos e tem sondagens por Pedrinho

Andrés Sanchez, em seu primeiro mandato, ficou marcado por algumas contratações de peso, como Ronaldo e Alexandre Pato. De volta à presidência do Corinthians, o cartola parece ter mudado de postura e agora aposta em jovens talentos, priorizando reforços mais baratos, com salários mais baixos e pouca badalação. Pensando na saúde financeira do clube, o [?]

09:15 | 07/05/2018

Andrés Sanchez, em seu primeiro mandato, ficou marcado por algumas contratações de peso, como Ronaldo e Alexandre Pato. De volta à presidência do Corinthians, o cartola parece ter mudado de postura e agora aposta em jovens talentos, priorizando reforços mais baratos, com salários mais baixos e pouca badalação. Pensando na saúde financeira do clube, o mandatário teve os principais pilares de sua gestão explicados por Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Timão.

?Já fizemos isso na primeira passagem, alguns jogadores deram muito certo no Corinthians, como Leandro Castán. Felipe, do Porto, Paulinho e Romarinho. É o momento que o clube atravessa, a gente quer investir em um time que seja mais barato, que tenha um prazo maior de validade, para quatro, cinco anos. Temos buscado promessas por aí que venham com custo baixo, que tenham salário menor, como é o caso do Mateus Vital?, afirmou Duílio, convidado do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Um outro jogador que se encaixa neste novo perfil do Corinthians é Matheus Matias. O jovem de apenas 19 anos chegou do ABC e, com pouca experiência como jogador profissional, vem esperando para ganhar sua primeira oportunidade com Fábio Carille. Recentemente, Thiaguinho e Bruno Xavier, que disputaram a Série A2 do Paulistão pelo Nacional, também foram contratos por empréstimo.

?O Matheus Matias tem 19 anos apenas, joga futebol profissional não mais que um ano. Veio do ABC de Natal, é um jogador que sabe fazer gols. Ele já está chegando em um nível ideal. Acho que agora é questão de tempo para que o Fábio possa usá-lo. Ele e o Roger já jogaram a Copa do Brasil, não podem jogar esse campeonato. Contra o Ceará ele já esteve no banco?, prosseguiu Duílio.

Já em relação a Pedrinho, cada vez mais presente nos jogos após um longo período de trabalho para ganhar peso e resistência, Duílio também pregou paciência. O diretor de futebol do Corinthians ainda crê que é preciso agir com cautela quando o assunto é a presença do jovem talento entre os titulares e negou ter recebido qualquer proposta pelo ?xodó da Fiel?.

?Ele [Pedrinho], hoje, fez um grande jogo, aguentou 70 minutos, já é uma evolução. Como estávamos conversando, fora a questão de jogo, de ele estar mais presentes nos jogos, a tendência é evoluir. Ele é um menino diferente, realmente ele é um craque. Proposta ainda não, tem muita sondagem. A gente pretende, sim, segurar. Essa é a nova filosofia. Que venham esses garotos e que eles possam formar o time por três, quatro anos?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS