PUBLICIDADE
Esportes

Segundo mais utilizado no ano, Romero exalta dedicação ao ?manto?

O atacante Ángel Romero é o segundo jogador mais utilizado pelo técnico Fábio Carille nesta temporada, mas ainda encara algumas perguntas a respeito da sua titularidade no Corinthians. Dono de 27 participações, atrás apenas do goleiro Cássio, presente em todas as 30 vezes que o Alvinegro atuou no ano, o paraguaio celebrou os dois gols [?]

08:45 | 11/05/2018

O atacante Ángel Romero é o segundo jogador mais utilizado pelo técnico Fábio Carille nesta temporada, mas ainda encara algumas perguntas a respeito da sua titularidade no Corinthians. Dono de 27 participações, atrás apenas do goleiro Cássio, presente em todas as 30 vezes que o Alvinegro atuou no ano, o paraguaio celebrou os dois gols marcados na noite da quinta-feira, contra o Vitória, na Arena, e explicou como lida com os questionamentos a respeito do seu futebol.

?Eu sou um dos jogadores que mais jogou nesse ano, Cássio é o único com mais jogos do que eu. Minha meta é brigar sempre pela titularidade, a gente trabalha para isso, temos jogadores muito bons?, avaliou o jogador, lembrando que o elenco tem sido cada vez mais necessário com as seis lesões que atormentaram o Timão antes da Copa do Mundo.

?Infelizmente, o Clayson machucou agora, é um jogador de qualidade na nossa posição. Hoje (quinta) joguei na esquerda, tenho essa possibilidade de ir para a direita também, até de jogar de 9, mas o Carille é quem decide?, observou o atleta, artilheiro de Itaquera com 23 gols marcados, agora três de vantagem sobre o meia Jadson.

?Graças a Deus consegui marcar depois de muito tempo, já estava me incomodando isso. Para um atacante é muito ruim ficar um tempo sem fazer gol. O Jadson até brincou comigo que tinha me devolvido o presente que eu dei para ele contra o Independiente?, disse o atleta, mostrando bastante respeito com a camisa alvinegra.

?O Corinthians é sempre isso, lutar, deixar tudo em campo, honrar esse manto. Sempre faço isso, independentemente de ser clássico ou jogo importante, temos de estar concentrados e deixar tudo em campo?, concluiu o jogador, que, assim como seus companheiros, terá dois dias para descansar até o clássico contra o Palmeiras, marcado para as 16h (de Brasília) do domingo, novamente na Arena.

Gazeta Esportiva

TAGS